sábado, setembro 30, 2006

Que noite

Recordar é viver: "Aquele beijo que te dei, nunca, nunca mais esquecerei!" Quem lembra desta canção? Por certo poucos dão atenção à ela, assim como outras. Acontece que dizem muito, que mostram muito, que falam do coração, como gosto de contar, que servem como as palavras que quero lhe falar.

E, então a noite chega, trazendo com ela a esperança de momentos felizes. Eles demoram para começar, mas chegam e se tornam inesquecíveis. Que coisa boa, que sentimento especial, que vida maravilhosa, que me permite sentir tanta alegria em tão pouco tempo. Ti galo!!!

sexta-feira, setembro 29, 2006

Sei que não sei

Eu sei que falho, eu sei que peco, eu sei que poderia oferecer mais de mim para os outros. Mas eu sei que o pouco que me mostro, o pouco que me dedico é sincero, é de coração. Não sei se é suficiente, mas é a forma que encontro de poder mostrar meu sentimento, meus pensamentos, minhas idéias. Eu sei que gosto, que sinto falta, acho que até ciúmes, mas não sei mostrar, não sei como dizer o que sinto. A vida é assim: quero um pouco de você e dou um pouco de mim!

quarta-feira, setembro 27, 2006

Voltei a ser criança

A vida faz a gente voltar a ser criança. Quero saber um monte de por quês, que já deveria saber pela idade que tenho. Primeiro, porque a presença de uma pessoa querida faz o coração bater mais forte? Porque um toque, uma mensagem, um encontro pode valer mais do que momentos de intensa sexualidade com outras pessoas? Porque o normal deixa de ser especial e queremos mais do que o cotidiano pode oferecer?

Bate coração

"Meu coração, não sei porque, bate feliz, quando te vê". Quado não te vê fica triste, acuado, amedrontado, só. Assim é a vida e suas surpresas, que a gente sempre espera sejam boas e adocicadas.

segunda-feira, setembro 25, 2006

Querer e ser querido

De que adianta amar sem ser amado? De que adianta querer sem ser querido? Como é bom saber que a pessoa que gostamos também nos gosta. Como é bom ter este sentimento que traça uma linha tênue entre a alegria e a tristeza, chamado amor. Será que um dia ele estará dentro de meu peito, pulsando como o coração que hidrata o corpo com o sangue? Acho que já esteve, que está e que sempre estará.

quinta-feira, setembro 21, 2006

Seria medo

O medo ronda a vida das pessoas que sentem, que amam. Não sei se é medo ou receio de exagerar nos sentimentos. Não sei as conseqüências que podem vir deste exagero, que ora é bom. Também, não quero ter medo do futuro, daquilo que não conheço. Quero é viver ao máximo o que a vida tem a oferecer no agora, que é bom e espero ser duradouro. É assim que penso, é assim que viajo, é assim que discuto comigo os sentimentos que me rondam. Coisa boa poder dizer isto.

quarta-feira, setembro 20, 2006

COISA BOA

E as expectativas foram superadas, as barreiras derrubadas, os sonhos realizados... E há quem discorde, quando digo que a vida é doce como mel, ao ponto de me fazer abandonar o açúcar do café! Coisa de maluco? Que nada, somente a vontade de vivê-la da melhor forma possível, com a maior liberdade, sempre, é claro, ao lado das pessoas que amamos. É isto e nada mais do que isto. Viver, estabelecer contato, coisa de pele, de sentimento, estar presente, de qualquer que seja a forma, mas estar lá é o que importa. O que vem depois? Não sei. Se alguém souber, me diga...

terça-feira, setembro 19, 2006

Sentimento

Numa tarde qualquer eu desenho um sol amarelo, junto com uma boa companhia, um bom ambiente e consigo as melhores lembranças. Coisa boa poder ter isto, pensar isto, lembrar disto. Quem bom ver que pode ser real, que há pouco igual, que é avassalador, feroz, animal e, ao mesmo tempo, nostálgico, sentimental.

sexta-feira, setembro 15, 2006

Real x Imaginário

E não é que o real pode vencer o imaginário? Maldito real, que se atravessa no caminho dos sonhos e expectativas, prorrogando a chegada de sensações especiais. Não perde por esperar, este tal real logo será ultrapassado para que sejam libertos os maiores instintos, as ânsias, os hormônios, todo o tesão, que vive sucumbido, louco para a explosão total e extrema.

quinta-feira, setembro 14, 2006

Deixe estar

Como é legal criar uma boa expectativa de algo. Sabemos que vai acontecer, mais cedo ou mais tarde, se não for agora é depois. A possibilidade do resultado ser negativo é mínima. Por estas e outras, que se pode redobrar a esperança de um grande momento, hehe.

Vou viajar

O que nos motiva a gostar de alguém? A personalidade? A beleza física? A demonstração de carinho e afeto? A reciprocidade? Não sei. Quando souber talvez nem exista mais. Também, o motivo não tem importância alguma. O que vale é gostar e ser gostado. O resto é bobagem.

quarta-feira, setembro 13, 2006

Que momento

Uma boa conversa, uma ceva, um toque, um beijo, que momento! Coisa boa! Onde estava, antes, que não vi isto?

segunda-feira, setembro 11, 2006

Amizade

A solidão que sentia, quando vim para Lajeado, já começa a deixar de existir. Encontrei pessoas que se demonstram ótimas parcerias. O Maico Eckert, o Jairo, a Rita, o Adalberto, além, é claro, do Pinto, Augusto e Feio, com quem vivo. Sinto-me feliz por estar aumentando o leque de nomes com quem conto. Outro dia, no Parque dos Dick, encontrei a dona Cleci Junqueira, que tá morando aqui, mas é de Taquari. Conversei com ela e mostrou bem o sentimento do nosso povo taquariense: solidário. Convidou para ir no seu apartamento, conversar com ela e seu marido, disponibilizou-se caso eu precise de algo. Vale a pena a gente querer bem e ser querido pelas pessoas. Agradeço a meus pais que me ensinaram a ser assim.

terça-feira, setembro 05, 2006

Aquisição

Conhecer novas pessoas é bom demais. Nesta semana, em função de um texto que tive que escrever para o caderno jovem do jornal, tive a satisfação de me aproximar do garoto Maico Eckert. O cara é o editor do espaço, diga-se de passagem, bem melhor do que o concorrente de Porto Alegre. N'O Informativo o jovem é tratado como jovem, não como demente. Mas o assunto é o cara, o Maico. É gente fina pra caramba e escreve muito bem. Se amizades fossem quantificadas como dinheiro ou bens, penso que posso dizer ter feito uma boa aquisição.

segunda-feira, setembro 04, 2006

Amigo

Fiquei sabendo de uma notícia que me deixou triste e feliz ao mesmo tempo. Um dos amigos que mais gosto irá para São Paulo, morar e trabalhar. Estou muito contente pelo reconhecimento que deram para este guri. Ele é bom. Agora, fico triste porque ele irá nos deixar. Bom, pelo menos temos mais um endereço para ir à sampa, hehe. Sucesso, Excesso!

Aniversário

Neste findi comemoramos o aniversário da minha amiga Elizandra, a Gordinha. Foi muito bom. Ela é uma pessoa especial, que tenho orgulho de ter conhecido. Os festejos foram na sua casa, durante a tarde, com salganhos, docinhos e estas coisas e, à noite, na casa da Nathália, quando bebemos muita ceva, hehe. Tava frio demais, mas quem dá bola para isto quando se tem cerveja gelada?