quarta-feira, maio 28, 2008

Vai dar certo

Tive hoje um daqueles dias complicados. Estava de folga (hahahahaha), mas fui ao trabalho para fazer algumas matérias para os caderno. Apenas uma deu certo. Fiquei o dia inteiro no jornal - dá para acreditar? Fiquei maluco, pois tinha outras coisas a fazer - não as faria, de verdade, pois chovia, mas pelo menos eu tinha mais o que fazer e não consegui, porque me pus a esperar as respostas dos contatos que fiz durante todo o dia. Tinha tudo para terminar feito como começou: nulo.
No entanto, nem tudo está perdido quando conhecemos nosso potencial, confiamos em nosso trabalho e temos certeza de que vamos conseguir ir além. Em poucos minutos, na noite, tudo se resolveu, já em casa, quando recebi os e-mails que faltavam, conversei com as pessoas que precisava e feito: os textos foram liberados em tempo. Que bom! Vou para cama mais tranqüilo e com a certeza do dever cumprido. Obrigado!

Sábias palavras

Não sei se vi em um filme, se foi em livros, o que tenho certeza é que a frase não é minha, mas cada vez se adapta melhor ao que vejo no mundo: "Quanto mais conheço as pessoas mais gosto dos animais".

Bucólica manhã

Lá fora nuvens carregadas, resto de um temporal que varreu a madrugada - dizem, porque dormindo, nem percebi; aqui dentro eu, diante do computador com uma série de coisas para fazer, mas nenhuma está deslanchando. Tá tudo amarrado hoje, como um cão com sua corda atada à coleira e com pouco espaço para caminhar; enclausurado em minha mente e na dependência de ligações que possam fazer o texto fluir; nem café da para tomar, porque o gás acabou e ainda não trouxeram; daqui a pouco melhora, heheh, tomara, porque tenho que entregar este material hoje.

Inusitad

Já parou para perceber que muitas vezes acabamos nos acostumando a fazer algo, que julgamos ser interessante, e depois nem nos damos conta de que sempre repetimos o mesmo programa? Pois é, isto acontece e parece divertido até você se flagrar deste detalhe. Inovações são muito interessantes. O findi foi assim: novo, diferente, e foi muito bom!

segunda-feira, maio 19, 2008

Máquina de lavar

Me senti uma criança, hoje. No sábado, pela manhã, comprei uma máquina de lavar roupas (pode acreditar, eu não tinha). Hoje consegui instalar a danada - nem acredito, pois não tenho habilidade alguma para fazer este tipo de trabalho. A sensação de infantilidade se deve ao fato de que simplesmente fiquei assistindo ela trabalhar. Lógico que um pouco é porque não confiava em minha ligação, mas a maior parte desta ânsia de estar ao lado do aparelho é que nem parecia verdade. Idiota? Pode ser. Achei o máximo aquele turbilhão de água que roda para um e outro lado fazendo o que eu deveria fazer com os braços. ahahaha. Agora é a tua vez de se puxar. Ufa! E ela não poupa as roupas: joga para lá e cá, daqui a pouco toca água toda fora (que desperdício) e tome começar o processo de novo. A sorte que não é demorado. Não consigo tolerar esta idéia de jogar água fora. Sei que agora ela faz meu trabalho e eu só tenho que lhe alimentar com energia - Coisa boa!
Queria ter me assistido a assistir a máquina. Que cena! hehe. Deixa assim, fica só entre nós (blog e eu) e ninguém mais fica sabendo, ehehehehe!

Perfeito

O último findi foi perfeito. Bá, muito bom mesmo! Trabalhei no domingo à tardinha, mas tudo bem, foi só um detalhe. ihiiiiiiiiiihhhhhhi Que todos sejam assim! Ótima semana para todo mundo!!!

quinta-feira, maio 15, 2008

Preços

Tenho falado e ouvido, quase que diariamente, sobre as altas dos preços. Subiu o valor cobrado pelo quilo disto e daquilo. Tudo bem, acabo nem dando muita bola. Vou ao supermercado e compro quase nada, então demoro para notar estas mudanças. Agora, hoje fiquei indignado. Subiu o preço do croassint de chocolate. Isto não é qualquer coisa, como feijão ou arroz. Tô falando do croassint que é recheado com muito chocolate, que era barato e que gosto de comprar. Cada mordida é aproveitada deliciosamente, com as dentadas naquela massa macia aplicadas de forma suave para sentir todo o sabor deste espetáculo de compra feito, quase que, diariamente. Mas o maldito subiu! Derrubem os padeiros; amaldiçoem os produtores de trigo; explodam os economistas que devem ter gerado essas subida maluca, mas nunca deixe faltar, nem subir outra vez, o meu croassint. hum

quinta-feira, maio 08, 2008

Mãe

Está chegando o dia das mães. Nesta semana li uma frase que resume o que verdadeiramente sentimos, os filhos, em relação à esta pessoa sensacional. Dizia, mais ou menos, que ela é chata e metida, mas que é carinhosa, sincera, nos ama e nos faz muito bem; que brigamos com ela, mas não sabemos viver longe um do outro. Quer maior verdade do que esta? Indiferente da idade, costumamos contrariá-la e ela também faz questão de ir ao contrário do que pensamos, mas tudo faz parte de um projeto muitíssimo maior que é nos ver feliz. Que tão boa criatura que, muitas vezes, deixa de viver e suporta muita porrada da vida apenas para ver seus filhos se organizando e garantindo seu futuro. Fico emocionado ao falar de minha mãe.
CARA
Ela não é apenas uma mãe. Ela é uma menina super poderosa. Ela batalha pra caramba, sofre, sorri com nossas conquistas, abnegando de seus sonhos; minha mãe é especial, engraçada, impagável; é maluquinha e eu amo ela.
Um beijão a todas as mães!