quarta-feira, setembro 30, 2009

Curto muito Roberto Carlos

Essa animação que fizeram para a música Meu Calhambeque ficou muito bacana. Hehehehe

Vai entender a lei

Tenho um amigo que comprou um carro 0km - uma coisa linda mesmo. Então encaminhou a documentação, pagou os impostos e emplacou o veículo. Até aí tudo bem e tudo certo. Ocorre que, enquanto os papéis não chegassem (e os Correios estão em greve, o que poderia demorar) ele não poderia andar com o veículo. Tá, você vai dizer que é justo, pois todos têm que ter os documentos. Pois a polícia informou que, se ele não tivesse pago tudo e emplacado, poderia trafegar, nos primeiros 15 dias, sem problema algum. Assim, como fez tudo certinho, teve que deixar o carro cheirando a novo dentro da garagem. Vai entender essa lei...

Frase célebre

"Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta, não há ninguém que explique e ninguém que não entenda." (Cecília Meireles)

E24

Parece que o espectador brasileiro ainda está naquela fase do quanto pior, melhor. Digo isso porque um reality show que é veiculado pela Band, o E24, tem conseguido excelente audiência. Dá para entender? O programa mostra um monte de desgraça e o atendimento no serviço público de saúde brasileiro. Perna quebrada, braço pendurado, morte, tem um tudo de terror durante a sua exibição.

Correio do Povo

Está no blog rd1audienciadatv.wordpress.com que a Rede Record quer passar o Correio do Povo nos troco. Além disso também estaria à venda outro jornal do grupo, o Hoje em Dia. A justificativa é a concentração dos objetivos em um único meio, a TV. Pode até ser, mas que tem um muito de não conseguimos decolar, que não está sendo dito. O Correio, que já foi o forte Correio do Povo, hoje não deslancha nem com reza de cigano bravo. É uma pena, porque é um modelo enxuto e prático. O problema é que, mesmo com as mudanças de layout ainda está feio e pesado. Por quanto sairia um jornal desses?

Segredos da Beleza

Os caras podem não ter o verdadeiro segredo da beleza, mas tem cada dica que você não pode deixar de conferir. Dá uma passada na Rua Alberto Torres, 416 ao lado do Restaurante Bifão, e veja o que estou falando. Trata-se da loja Segredos da Beleza, que vem para deixar Lajeado ainda mais bonito.

segunda-feira, setembro 28, 2009

Sucesso na Construmóbil

Acabou ontem a Construmóbil. A feira é excelente para quem trabalha na área de construção civil, decoração e mobiliário e, lógico, para quem queria comprar. A assessoria dá conta de mais de 34 mil visitantes nos quatro dias do evento. Além do público também atingiram a meta as vendas. Parabéns aos organizadores. Geralmente, nesses eventos, se vê muitos pecados na questão da organização, mas nesse, pelo menos no tempo em que estive por lá, não se percebeu nenhum inconveniente. Parabéns e que os contatos virem negócios logo!!!

Tim Maia

Tom Cavalcante tuitou que, hoje, Tim Maia completaria 67 anos. Pena que esse cara foi cedo. Poderia até não ter muita responsabilidade - na questão dos shows -, até ser xarope, quando se tratava do som, mas era um grande cantor. E não me referi apenas ao tamanho. Falo, principalmente, da qualidade. A voz grave de Tim empolga, motiva, faz voar. Ele e sua banda Vitória Régia foram demais. Ouça aí uma das que mais sacode a galera, toque onde tocar.

O Informativo do Vale

Quando fui para a entrevista de emprego no jornal O Informativo do Vale a, então futura chefe, Gigi, me questionou o porquê eu queria trabalhar nesse jornal. Respondi que não era "esse" jornal. "Quero trabalhar no maior e, aqui no Vale não existe nada maior em comunicação", acrescentei. E é verdade. Pesquisa do Méthodus diz que em Lajeado, a maior cidade da região em população, O Informativo tem mais de 56% dos leitores, enquanto concorrentes fortes, como Zero Hora, não passam dos 15%. Me orgulho muito em estar na maior fonte de informação impressa dos dois lados do Taquari.

Tempo feio

Se você ainda não olhou para fora de casa, não olhe. A cara do tempo lá fora lhe sugere um dia de cama com muita preguiça. Se você é obrigado a sair, só lamento. Prepare a galocha, o guarda-chuva, e muita boa vontade. Em algumas partes do Estado a temperatura caiu para valer. Aqui, por enquanto, não. Talvez seja indício de que teremos mais chuva por aí.

Frase célebre

"Engraçado, costumam dizer que tenho sorte. Só eu sei que quanto mais eu me preparo mais sorte eu tenho." (Anthony Robbins)

R7

A Record brinca de ser o Japão da atualidade. Explico: logo após à guerra, o Japão ficou destruído. A partir disso começaram a fazer cópias de tudo que era bom e produzido em outros lugares, era um Paraguai com ação, não só por intermédio. Ocorre que os caras de olhos pequenos foram tão bons, que acabaram melhorando aquilo que estavam copiando e, hoje, ponteiam o mundo em tecnologia. Pois a rede do bispo conseguiu crescer assim, copiando a Rede Globo. Agora esse mundo de cópias chegou a internet e, ao que tudo indica, com ainda mais voracidade. Existe um novo espaço para informação e entretenimento, é o R7. Vale a pena dar uma passada. São R$ 100 milhões em investimento e 300 profissionais.

sexta-feira, setembro 25, 2009

Light 91,7

Acho que já comentei sobre isso, mas tenho que dizer novamente. Achei perfeita a frase da campanha de lançamento da Light 91,7 FM. "Igual a você: diferente". É ótima, sensacional! E a emissora faz por merecer, mantendo um padrão de qualidade musical altíssimo. A felicidade do pessoal trabalhando também é perceptível. Na quinta-feira à noite tivemos a oportunidade de jantar com a equipe e a proprietária da Rede Dial, da qual fazem parte essa e outras seis rádios. O seu esposo não pode vir, pois estava acamado. São duas pessoas sensacionais e merecem todo o sucesso que conseguem. Vida longa à Light, que é como nós: diferente.

Na Construmóbil

É maravilhoso ver a vaidade das pessoas saltando aos olhos. Não falo isso com um ar de deboche ou por maldade. Penso naquela vaidade boa, de se gostar, se achar legal. Eu, por exemplo, estava tão emperiquitado na abertura, bonito mesmo, que até eu me achei nojento, hehehe. Mas queria me referir a outras pessoas - como sempre, é melhor falar dos outros do que de nós. O estande do jornal O Informativo do Vale tem uma TV que fica mostrando o programa Informativo Notícias. Duas pessoas, que haviam sido entrevistadas, ficaram, de longe, para não serem percebidas, assistindo com muita atenção até que sua imagem chegou. Foi bem divertido. Pareciam duas crianças. Outro momento bacana foi ver o pai de nossa colega Taciana Colombo. Ele foi sedento para ver sua filha em entrevista falando sobre a programação do espaço Lazer. É bonito ver como brilham os olhos dos pais com orgulho de seus rebentos. Colocou a boca lá na orelha. Só faltou dizer: "Essa é minha filha". Os olhos e a satisfação disseram isso. Aliás, parabéns pela filha, que é super profissional.

Frase célebre

“O sucesso é medido não tanto pela posição que alguém alcançou na vida, mas pelos obstáculos que ela ultrapassou enquanto tentava vencer.” Brooker T. Washington

TV Informativo na web

Agora todo mundo pode assistir as notícias daqui. A TV Informativo está na internet. Se você quiser ver o que acontece de importante por esses lados é só acessar o www.tvinformativo.com.br Já tem matérias bem legais lá. Dá um conferes. Ah, e lógico, se mora em Lajeado continue assistindo pelo canal 20 da NET, às 18h10min, 19h30min, 21h40min, e 23h30min, o Informativo Notícias.

Denuncismo

Conversava hoje com um pessoal da Justiça e eles me diziam, quase que reclamando, que existe uma onde de denuncismo, que todo mundo quer processar todo mundo. Não importa se o assunto tem relevância, se é verdade, ou se vai mudar a vida de alguém. O importante é denunciar e acumular, ainda mais, o número de processos no Judiário. Como é que os caras vão dar conta? Depois reclamam que a Justiça demora. Também, com tanto chato xaropeando lá.

quinta-feira, setembro 24, 2009

Blog da vereadora

Assim como a Dona Yeda Crusius e o Lula, a vereadora lajeadense Eloede Conzatti (PT) também tem um blog. Lá podem ser vistos os trabalhos da legisladora na Câmara e se conhecer os projetos que estão em andamento. Dá um conferes no www.eloede.blogspot.com

Por falar em feira

Voltando às minhas reminiscências, me recordo que fomos cobrir uma feira de saúde. Imagine um ginásio de esportes cheio de serviços direcionados ao cidadão, com exames e agilização de questões burocráticas, como pedido de documentos. Fizemos o programa de rádio ao vivo do local. Conforme passávamos pelos estandes íamos, em tempo real e para todos que acompanhavam a rádio ouvirem, fazendo os exames e tudo mais. Medi minha pressão arterial. Coisa de mocinha, 12x8. Até sem graça. Meu colega mediu a dele. A enfermeira fez uma, duas vezes. Enquanto isso eu relatava o que estava acontecendo para o ouvinte saber. Eis que ela fez uma cara estranha e chamou meu colega para o lado. Nos preocupamos e acabei adiantando o espaço comercial. A pressão dele tinha dado lá em cima. Tanto que ela se assustou. Foi refazer e percebeu que o equipamento da rádio tinha dado certa interferência no resultado (heehehe). Foi um baita susto, mas o cara estava com pressão de moça, também.

Números

Fiquei, e acredito que todos que estavam na abertura da Construmóbil também ficaram, boquiaberto com os números apresentados pela prefeita Carmen Regina. Ela conta que são 1000 novas construções por ano em Lajeado - tem cidade no Vale do Taquari que não tem isso em todo seu território - e que nos últimos cinco anos foram construídos 1 milhão de metros quadrados. É muita coisa. Tem mais. Estão na prefeitura pedido de 12 loteamentos. Quer dizer que vem mais construção por aí. É impressionante como é punjante essa cidade. Ainda não consigo acompanhar o ritmo lajeadense. Lá pelas bandas de Taquari as coisas andam, geralmente, em marcha diferente daqui.

Construmóbil

Muito boa a primeira noite da Construmóbil. Hoje a feira dedicada à construção civil, arquitetura, decoração e mercado imobiliário continua, a partir das 14h. A parte que, como consumidor e não empresário da área, achei mais interessante foi o Espaço Lazer, que as gurias do jornal e seus parceiros se puxaram para deixar muito bacana. Vale a pena conferir. Ah, sem esquecer, é claro do lançamento, hoje à noitinha, da Light 91,7 FM. Achei sensacional a frase dos caras: Igual a você: Diferente. Perfeita! Muito sucesso ao pessoal da Rede Dial, que também tem a Sorriso, aqui no Vale. Na foto, feita pela Tina Ruschel, colegas do jornal e eu. Até gravata tinha, chique no úrtimo.

Frase célebre

"Se você está seguindo no rumo errado, lembre-se de que Deus encheu a estrada de retornos." H Jackson Brown

quarta-feira, setembro 23, 2009

Pensei

Quanto mais conheço as pessoas, mais gosto dos animais. Esse da foto é o Tom, meu gato e meu companheiro de solidão. Vive na dele, gosta de receber muito carinho e retribui à altura.

Diploma

A deputada Manuela D'Ávila tuitou, hoje pela manhã: "Saindo de uma reunião sobre diploma para jornalistas aqui na Câmara." Me parece meio tarde para os deputados se preocuparem com isso. Deveriam ter visto antes, ao invés de ficar perdendo tempo aumentando gastos no Legislativo federal e criando vagas para vereadores, futuros cabos-eleitorais.

Começa hoje a Construmóbil

Quem quiser ter muitas ideias, dicas e aprender algo nas áreas da construção civil, decoração e arquitetura, tem obrigação de ir a Construmóbil. Começa hoje à noite e se estende até domingo. O ingresso custa R$ 4. A visitação, durante a semana ocorre a partir das 14h e no findi os portões abrem às 10h. É no Parque do Imigrante, em Lajeado.

Frase célebre

"Não é digno de saborear o mel, aquele que se afasta da colméia com medo das picadas das abelhas." (W. Shakespeare)

Blog da Yeda

Passava pelo blog da Laura Peixoto e vi que a governadora Yeda Crusius também virou blogueira. Daí resolvi passar por lá. Não é que tem mesmo e que permite comentários, diferente do blog do Lula. Mas sem entrar nesse confronto político-partidário, os cidadãos criticam e fazem questionamentos e ela se defende e explica. Não sei se é ela quem escreve, diz que sim, mas é uma boa iniciativa de contato com a comunidade. O endereço é www.blogdayeda.com

João Bosco e Vinícius

Como não poderia deixar de ser, os colegas da redação começam uma certa polêmica sobre o nome da dupla de sertanejo universitário João Bosco e Vinícius. Amante da boa música, Danton Boattini Júnior acredita que os caras foram oportunistas, em exagero, ao colocar o nome de dois caras tão famosos na MPB, como João Bosco e Vinícius de Moraes. Ermilo Drews alfineta, em seu comentário, a predileção musical de seu colega. Justifico, então, o nome da dupla. Não tem nada de inovador e nem de oportunismo. Foi simples como 2 + 2 são 4. O João Bosco, de fato se chama João Bosco, e o pior é que é Filho. O nome completo é João Bosco Homem de Carvalho Filho. O caso de Vinícius é semelhante. Ele se chama Vinícius Fernando Karlinke. Lógico que devem se beneficiar e até pode ter rolado uma segunda intenção, quando começaram, mas não dá para contestar, afinal, não estão copiando nome de ninguém.

Blogueiros

Curto muito essa vida de blogueiro. Várias vezes já o abondonei, mas sempre retorno, porque é aqui que posso devanear e ainda informar. Pois alguns colegas também estão nessa vida. Ermilo Drews, Danton Boattini Júnior, Idenir Ricardo, e Marina Fauth. Passem por lá! Eles estão matando a pau.

Essa é para matar

O colega Rodrigo Prada encaminhou essa notícia que seria de rir, caso não envolvesse pessoas de tamanha responsabilidade. Só falta eles entenderem isso. Leia:

Governador de Mato Grosso do Sul diz que quer estuprar Ministro Carlos Minc
Irritadíssimo, o governador André Puccinelli (PMDB) disparou nesta manhã contra o ministro Carlos Minc (Meio Ambiente), por conta da briga sobre a liberação para o plantio da cana na BAP (Bacia do Alto Paraguai).
"É viado e fuma maconha", disparou Puccinelli, nesta manhã, ao ser questionado por líderes do setor do comércio e da indústria, sobre o assunto.
Sobre a possibilidade do ministro vir a Mato Grosso do Sul para a maratona "Volta das Nações", Puccinelli foi ainda mais ácido.
"Se ele viesse, eu ia correr atrás dele e estuprar em praça pública", declarou, na governadoria.
O Governador foi representado pelo empresário Eduardo Bottura, ao Ministério Público Federal, pelo crime de abuso de autoridade.
Sobre o assunto, disse Eduardo Bottura "Eu não tenho nada contra as preferências sexuais de André Puccinelli, mas ele não pode tratar um Ministro de Estado, pelo menos em público, nesse estilo tão selvagem."
Eduardo Bottura, que desde sua adolescência é capa de jornais por seu histórico como vestibulando - tendo sido aprovado por cinco vezes consecutivas pela Fuvest- e depois em função de uma polemica e meteórica carreira como empresário envolvido em disputas societárias de milhões de reais, parece que é especializado em tirar o sono de seus desafetos.
Nos últimos anos, Bottura que tem apenas 31 anos, já ajuizou mais de duzentas exceções de suspeições em sua vida, sendo o maior removedor de juízes de causas da história do Brasil, além de possuir uma centena de ações contra advogados e desafetos.

Classe pouco respeitada

Tem um bando de baderneiros que insiste em invadir terras e pedir uma tal de reforma agrária que, até hoje, só serviu de esquema de manobra para dar crédito a políticos em eleição. Quem de fato produz, o pequeno agricultor, o conhecido colono, não tem a atenção devida. Façamos, pois, uma homenagem para essas pessoas. O cantor gaúcho Teixeirinha fez isso em sua música Colono. Acompanhe a letra:

Eu vi um moço bonito, numa rua principal
Por ele passou um colono, que trajava muito mal
O moço pegou a rir, fez ali um carnaval
Resolvi fazer uns versos, pra este fulano de tal.

Não ri seu moço daquele colono
Agricultor que ali vai passando
Admirado com o movimento
Desconfiado la vai tropicando
Ele não veio aqui te pedir nada
São ferramentas que ele anda comprando
Ele é digno do nosso respeito
De sol a sol vive trabalhando
Não toque flauta, não chame de grosso
Pra ti alimentar, na roça esta lutando.

Se o terno dele não esta na moda
Não é motivo pra dar gargalhada
Este colono que ali vai passando
É um brasileiro da mão calejada
Se o seu chapéu é da aba comprida
Ele comprou e não te deve nada
É um roceiro que orgulha a pátria
Que colhe o fruto da terra lavrada
E se não fosse este colono forte
Tu ias ter que pegar na enxada.

E se tivesse que pegar na enxada
Queria ver que mocinho moderno
Pegar no coice de um arado nove
E um machado pra cortar o cerno
E enfrentar doze horas de sol
Num verão forte tu suava o terno
Tirar o leite arrancar mandioca
No mês de julho no forte do inverno
Tuas mãozinhas finas delicadas
Criava calo e virava um inferno.

Este colono enfrenta tudo isto
E muito mais eu não disse a metade
Planta e colhe com suor do rosto
Pra sustentar nós aqui na cidade
Não ri seu moço mais deste colono
Vai estudar numa faculdade
Tire um "dr" chegue la na roça
Repare la quanta dificuldade
Faça algo por nossos colonos
Que Deus lhe pague por tanta bondade.

terça-feira, setembro 22, 2009

Tuitada

Essa quem tuitou foi Rafinha Bastos, do CQC: "Hj é o Dia Mundial sem Carro. Eu abracei a causa... tô dirigindo 1 Monza."

É primavera

Depois do verão, a primavera é minha estação preferida. Fica tudo muito bonito, os jardins floridos, os pássaros cantam feito uns malucos, as pessoas derrubam a carranca do inverno e colocam um sorriso gostoso nos lábios. E todas essas mudanças parecem tão instantâneas, tão rápidas, que a impressão que dá é que se aciona o botão primaveril em nosso cérebro. A explicação não tenho, mas que somos bem mais leves e bonitos na primavera não tenho dúvidas. O único inconveniente - sempre tem que ter um - é que tenho rinite. As belas flores dos campos e dos jardins chegam ao meu nariz como um propulsor de espirros. Ainda não começaram, nesse ano, talvez pelo fato de estar injetando um líquido no nariz (atendendo prescrição médica). Tomara que o pólen desvie de mim.

João Bosco e Vinícius

Encaminhei questões para a dupla João Bosco e Vinícius, que vai estar em Venâncio Aires, sábado. A entrevista vai sair sexta-feira no Programe-se do jornal O Informativo do Vale. Não perca!

Profissionalismo

Há uns 10, 11 anos, tinha uma namorada (mesmo fazendo tanto tempo ainda vão pensar que eu era um tarado, mas quero dizer de antemão, que nada de degradante foi feito e que se manteve a inocência feminina da jovem, que respeito muito assim como sua família, que até hoje tenho como meus grandes amigos). A explicação toda é porque a garota tinha 14 anos e a história de profissionalismo vai rolar com a chegada de seu aniversário de 15 anos. Combinamos que eu faria a apresentação de um texto durante a sua entrada - assim como fazia, profissionalmente, para outras meninas, como mestre de cerimônias. Só que um mês antes do aniversário terminamos (mais claro, ela terminou). O que fazer? Pensei que sou maior do que qualquer sofrimento que poderia ter sido gerado naquele momento. Fui até sua casa, peguei os dados e, no dia da festa, lá estava eu, engravatado - bonito mesmo - como se nada tivesse acontecido. Fiz meu trabalho e curti a festa, que estava bem bacana.
Nunca fui um cara corajoso. Na verdade sempre fui adepto da célebre frase: "Prefiro ser um covarde vivo do que um herói morto", mas quando o assunto é profissionalismo, não abro mão. Muitas vezes queria fazer como o avestruz (acho que são eles que fazem isso) e enfiar a cabeça na terra, mas é preciso se manter a cabeça erguida e se persistir na batalha. Foi assim que venci todos os desafios propostos. Na hora que tiver um problema, por maior que seja, siga a vida, porque com o tempo vai se resolver e você vai poder dar boas risadas disso tudo.

Empolgante

Ontem fiz uma entrevista com uma garota. Ela falava sobre sua vida, os projetos de futuro, e como está estudando, em casa, para conseguir entrar em uma universidade federal. Mora no interior, acorda às 5h50min da matina, vai ao colégio, almoça, estuda um pouquinho, daí vai ajudar os pais com as lidas do campo. À noitinha volta para os cadernos. Uma pessoa obstinada. Isso empolga qualquer um. Ela tem uma série de dificuldades e mesmo assim insiste. O que ela quer ser? Pensou em médica, psicóloga, juíza... Que nada. Ela quer ensinar. Quer ser professora de Matemática e passar adiante tudo o que aprendeu com tanto empenho. É empolgante, né?

Frase célebre

"Se uma pessoa te enganar ela merece uma surra, se esta mesma pessoa voltar a te enganar quem merece a surra és tu." (provérbio chinês)

Quem matou Odete?

Já fui noveleiro. Assistia a todas, gostava, sabia de tudo. Hoje, nem chegou perto. Pelos caminhos indianos, por exemplo, não passei nenhuma vez. E se a vida depender de Viver a Vida, morri, porque ainda não tive a oportunidade, nem vontade. Na época em que assistia aos folhetins não deixava passar um capítulo. Lembro do dia que mataram a maldita Odete Roitman (não sei se escreve Roitman assim. O Google diz que tem um "h", então Odete Roithman). O Brasil inteiro queria saber quem tinha dado cabo na vida daquela mau caráter. Tá, foi a Cássia Kiss. Existiu suspense, tinha trama, era exagerada, como toda novela, mas tinha enredo e história, empolgante. Hoje as coisas são muito: quem vai para cama com quem; fulano traiu ciclano; a disputa passa a ser apenas amorosa. Se perdeu muito.

segunda-feira, setembro 21, 2009

Gripe A

Pelo que se vê por aí parece que as pessoas já desistiram da prevenção contra o vírus da gripe A H1N1. Ninguém mais fala, o álcool gel está abandonado nos cantos, as máscaras se foram. É verdade, que muito foi exagero, mas os cuidados com a higiene podem continuar, mesmo que tivesse passado o vírus - que não passou. Aliás, logo podemos ter uma nova onda desse mal. É bom ficar prevenido.

José Alencar

Um mérito não pode ser tirado do vice-presidente José Alencar. O cara travou uma luta contra o câncer e tem conseguido dar boas lições à essa doença. É lógico que, vez por outro, o mal tenta lhe vencer, mas ele, com a ajuda da medicina, dá a volta por cima. Exemplo foi na última semana. Teve que fazer uma transfusão de sangue e, hoje, já despacha, tranquilamente. É um vitorioso.

Audiência

Todos devem estar lembrados das brigas por pontos de audiência nos domingos à noite. Pois a coisa está muito maluca. Na tarde foi a Eliana bombando e ficando em primeiro um tempão. Depois veio o Gugu, derrubando Fantástico e Silvio Santos. Por fim, o miserável Pânico na TV chegou à liderança. Mais do que nunca o povo demonstra que basta um pouco de pão e circo chega para ser feliz. Gostaria que emissoras como a Cultura, ou mesmo as comerciais com que não sejam apenas o reflexo da nossa barbárie.

Frase célebre

A deputada Manuela D'Ávila, em entrevista na Rede TV disse: "O homem não consegue entender o íntimo feminino, porque é muito complicado, mesmo".

Reminiscência

No final de semana falávamos de CNH, a temida carteira de motorista. Daí lembrei de dois amigos de Taquari - ambos trabalham fora da cidade hoje. O primeiro tentou fazer esse documento várias vezes - acho que foram cinco. As provas práticas eram feitas na frente da Casa Costa e Silva. Quando ía lá para alguma matéria ou mesmo para tomar o chá e o creme de laranja da Dona Elsa, ou bater um papo com a Terezinha, só ouvia elas falarem: "Fulano conseguiu fazer a carteira?". Respondia que não. E elas completavam: "Aí, que pena. Tomara que consiga, porque ele fica muito bravo, quando roda. Já chegou até socar o muro". Pois ele viveu histórias doidas nas provas. Chegou a bater o carro em uma delas. Culpa do examinador, é claro. Hoje em a CNH e dirige direitinho.
O outro é o Negão. Na verdade chamávamos de Negão - não por ele ser negro, mas por ter a pele um pouco mais escura do que as dos outros amigos - até que veio a legislação que esse apelido poderia ser entendido como pejorativo. Melhor evitar confusão. Passei a chamá-lo de excesso de melanina. Esse ainda não conseguiu a CNH. Um dia, treinando no carro de um amigo, estava indignado que o veículo não queria sair do lugar. Daí o companheiro fala: "Quem sabe tu liga ele primeiro?". Outra vez foi a ex-namorada, carioca, que lhe dava dicas: "Asxxx duasxx mãosxx no volante". E ele insistia em colocar uma na perna da garota.

sexta-feira, setembro 18, 2009

Aniversário

Wlliam Bonner fez uma boa representação do que significava a TV para os brasileiros até a popularização da internet. "Imagine uma casa que só tem uma janela para o mundo. Essa janela é a televisão". Na verdade ele disse que era o Jornal Nacional, mas adaptei. O que importa é que esse veículo está de aniversário no Brasil. Foi em 18 de setembro de 1950, que um empresário bem doido, o Assis Chateubriand, instalou a primeira emissora brasileira.
Ele viu em outros países e achou sensacional aquela caixa que mostrava movimentos; fazia o mesmo que o rádio só que conseguia colocar imagem. Uma inovação desaforada, atrevida, e que ele não poderia deixar de implantar. Foi com essa curiosidade, esse espírito, que a TV Tupi chegou com a força de um sonhador e com dificuldades bem reais. A principal delas era o fato de que não existiam aparelhos de televisão no país. Ou seja, era impossível acompanhar o que iria ser produzido. Empreendedor, Chateubriand espalhou alguns pela cidade.
A fábrica de fantasia trazida pelo empresário cresceu e, hoje, não conhece seus limites. Muitas vezes se esquece porque existe, noutras, se entrega para o comodismo, mas na maior parte do tempo serve de companhia para os solitários, para as famílias, para as torcidas de futebol, para todo cidadão. Parabéns, TV brasileira!!!

Marina Silva

A senadora Marina Silva (PV) é a próxima entrevistada do Roda Viva. É segunda-feira, à noite, na TV Cultura. O programa sempre é bom e esse vai valer a pena assistir. Os jornalistas costumam ser bem ásperos nas questões, quando se envolve política. Vale lembrar que ela era do PT e pode ser candidata a presidente em 2010.

Reminiscências

Certa vez inventei de ir de Taquari, onde morava, até Bom Retiro do Sul, minha cidade natal. Lá visitaria a casa dos dindos. Pois bem, disse isso em casa e ninguém acreditou. Fui. A bicicleta, de marca duvidosa e sem marchas, nunca havia percorrido tamanha distância. Não sei ao certo quantos quilômetros são, mas imagino uns 40, 50. A primeira dificuldade foi escolher o caminho. Queria um prático e rápido - não existe nenhum com essas características que una essas cidades de Deus. Fiz parte por estrada de chão batido e parte pelo asfalto - RST-287 (não sei se continua o T, se agora é C, ou se é só RS).
Cheguei na casa da madrinha após o horário de chegada dos ônibus e ela estranhou. "Ué, como é que tu veio?" Daí respondi: "Foi bom a senhora perguntar, porque preciso de uma garagem para minha bicicleta". Ninguém acreditou. Confesso que nem eu pensei que seria capaz. O pior é a volta. Fiz no outro dia, mas parece que todo vento estava contra minha magrela. Estava descendo e a velocidade era de subida. Sou um pouco pão-duro, mas não pude deixar de fazer uma comprinha no meio do caminho. Ao chegar na rodovia passei na Malharia Amoras (não sei se ainda existe) e comprei uma camiseta, que foi o símbolo da viagem.

TV Informativo

Está muito bom o telejornal Informativo Notícias, que vai ao ar pelo Canal 20 da NET às 18h10min. Se acha cedo, nem te estressa, tem repeteco às 19h30min, 21h40min e 23h30min. Não há como perder!

Frase célebre

"Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta, não há ninguém que explique e ninguém que não entenda." (Cecília Meireles)

O Rei da Fraude

Se alguém quiser uma dica de livro, pode pegar essa: O Rei da Fraude. A obra é do escritor John Grisham. O cara coloca de um jeito muito interessante a forma como se sente um jovem advogado, que se vê "obrigado" a abandonar muitos de seus ideais éticos para conseguir atender seus poderosos clientes além de ganhar muito dinheiro, é claro.

quinta-feira, setembro 17, 2009

Gente Humilde

Tem gente que vive tão bem com tão pouco. Ao mesmo tempo tem gente que tem tanto e vive tão mal. Daí ouço essa música e vejo que a maior riqueza é a vida e como a vivemos. A ideia não é desistir dos sonhos e da vontade de crescer, mas que para tudo existe um tempo, e que depende de nós as nossas conquistas. A canção é de Garoto, Chico Buarque e Vinícius de Moraes. Tenho ela com Altemar Dutra a Ângela Maria, a fina flor da história da música brasileira.



Gente Humilde
Tem certos dias
Em que eu penso em minha gente
E sinto assim
Todo o meu peito se apertar
Porque parece
Que acontece de repente
Como um desejo de eu viver
Sem me notar
Igual a tudo
Quando eu passo no subúrbio
Eu muito bem
Vindo de trem de algum lugar
E aí me dá
Como uma inveja dessa gente
Que vai em frente
Sem nem ter com quem contar

São casas simples
Com cadeiras na calçada
E na fachada
Escrito em cima que é um lar
Pela varanda
Flores tristes e baldias
Como a alegria
Que não tem onde encostar
E aí me dá uma tristeza
No meu peito
Feito um despeito
De eu não ter como lutar
E eu que não creio
Peço a Deus por minha gente
É gente humilde
Que vontade de chorar

Frase célebre

"Cada pessoa que eu encontro é superior a mim em algum aspecto sobre o qual eu aprendo algo." Ralph Waldo Emerson

Essa é do Twitter

Filipe Stack tuitou: "Li por ai: Se Deus tivesse um twitter, todos o seguiriam." Perfeito.

Secou o cofre

Os municípios vivem uma situação complicada, em se tratando de orçamento público. Os prefeitos estão fu e bem pagos (o salário deles sempre é tentador). Para tentar aliviar a crise para as empresas, com o propósito de salvar as empresas e manter os empregos, o presidente Lula deu beijo com a boca dos outros, quando reduziu IPI de veículos e da linha branca. Bom para quem conseguiu adquirir algo; ruim para as prefeituras, que sentiram na pele a redução do Fundo de Participação dos Municípios.
Em Taquari não há outro comentário: a prefeitura está com problemas. Acreditasse que chegam a 80 as exonerações. E não para por aí. Estão trabalhando em turno único e vão ter que economizar horrores para conseguir dar conta do recado até o final do ano. A sorte que já pagaram o 13º do funcionalismo no decorrer do ano. Se não fosse assim talvez faltasse até para salários. Outras cidades da região vivem o mesmo problema. Não bastasse, supera os R$ 2 milhões o que a Administração vai ter que pagar em precatórios trabalhistas.

O fim

Nunca fui de acreditar nessa história de fim do mundo, mas começo a pensar que pode ser uma realidade. O mundo vai acabar e os responsáveis somos nós e a nossa incompetência. Explico: passava, ontem, pela principal rua de Taquari, a 7 de Setembro, quando um garoto, que conheci há bastante tempo, mas não tinha mais visto, chega e diz: "O tio, tem R$ 3,00 aí?". Minha reação imediata, quando alguém pede dinheiro é a mesma: "Não". Minha irmã, que me acompanhava conta que o tal garoto está entregue para a droga e os tais R$ 3,00 seriam para adquirir mais uma pedrinha. Igual a ele tem uma infinidade de jovens. Se isso não for a causa do fim do mundo será algo parecido. Pobres jovens!

terça-feira, setembro 15, 2009

Jornalista

Eis que vem um juiz maluco e diz que meu diploma de jornalista não tem valor. Diga ele o que quiser. Sei o que aprendi na universidade e também na vida. Sou um guri ainda, pelo menos tento me enganar disso, mas já tenho quase 14 anos de profissão. É muito tempo de contato com as mais diferentes pessoas; são histórias diversas, umas engraçadas, outras seríssimas, umas bem tristes, e tantas trágicas. Aprendi que cada um tem sua razão, que todos queremos mais, e que as respostas vêm com a vida, que deve ser vivida ao máximo.
O motivo dessa ladainha é para citar minhas reminiscências. Recebi, há pouco no Orkut, uma mensagem da amiga Rosi, que fez lembrar de um monte de gente, e do quão importante é esse diploma desdenhado pelo juiz. Segue a mensagem, que me dou o direito de publicar: "Tu ta grandao!! Qem diria aqele menino q fazia jornal na escola datilografando o q acontecia nela, mimeografando e depois vender nas turmas.Agora esse jornalista q es!! Tenho orgulho d ter acompanhado tudo isto,pq mostra a garra q tu tem e por nao só amar o q faz,mas por ter lutado por aqilo q tu sonhava em ser. Es um exemplo para muitas pssoas e jovens!! T adorooooo!Bjus".
Já me basta. O juiz pode dizer quantas vezes quiser que o meu diploma não é necessário. Ele é uma conquista minha. É o exemplo material do conhecimento adquirido, que ninguém - a não ser a morte - me tira. Quanto ao que Rosi citou, isso me fez lembrar de tanta gente que torceu para esse diploma virar realidade:
- João Guarda: Bonachão, guarda aposentado, morava numa casinha pequenina, onde criou uma carreira de filhos e até netos. Pastoreava seu cavalo à beira da rua por onde eu passava. Não raras vezes perguntou como estava a carreira de jornaleiro (para ele jornaleiro é o cara que também escreve no jornal). Daí respondia que estava indo. E ele me abençoava, como um dos vôs, que não tinha mais. "Continue assim! Deus te ajude e abençõe!";
- Dona Júlia e Seu Antônio: Na janela de sua casa, na decida, antes da minha, ela acompanhava o passar de todos e para todos tinha boas palavras. "Vai com Deus, meu filho!", dizia ao me ver passar. No meu aniversário, mesmo que não recebesse um convite para a festa, me atacava e entregava um pacote com docinhos, daqueles tradicionais de Natal;
- Dona Eva: "Esse é o nosso jornalista", falava a mulher que posso chamar de uma das minhas mães. Quantas vezes me cuidou, me medicou para meus pais trabalharem com tranquilidade, e me deu orientações! Seu marido, o Seu Auri, da mesma forma. Com poucas palavras dizia tudo o que queria. E o trabalho, que ele tanto me desejou, impediu que fosse dar-lhe o último adeus;
- Beto e Selma: Ele é meu padrinho de crisma. Ambos muito importantes. Ela outra das minhas mães. Cuidam de toda a família. Se preocupam, acompanham, torcem. Quando estive na capital, em 1996, fizeram de tudo, mesmo contrariando seus ideias, para que eu retornasse à terrinha e ficasse perto da família;
- Seu Juvenal, dona Seni e família: Muitas noites acordamos eles para uma ida ao hospital salvar o jornalista que estava sendo vencido pela asma;
- A família de Rosi: Fui colega de um primo da Rosi, que na época chamávamos de Jefinho (éramos os menores da sala). A partir dali nos tornamos amigos e acabei me aproximando de todos. Hoje ele está com filho e tudo mais;
- Paulo Mulinari: Conheci como vereador e diretor de escola. Era ele que me permitia utilizar o mimiógrafo (citado na mensagem de Rosi). Eu comprava as folhas e ele passava para mim. Um torcedor do Marcio Souza, que comemora cada vitória, e que me trata como um de seus filhos, também meus irmãos: Juliana, Giovana e Jerônimo;
- Namir Jantsch: Advogado, ex-prefeito, foi um dos primeiros a dar atenção quando criei o jornalzinho em casa. Me indicou o Mulinari e apoiou sempre. Por intermédio dos dois retornei para Taquari, em 1997, tendo condições de cursar a universidade (Unisinos) perto da família;
- Meus colegas da Ejora: Todos foram fundamentais. O que sei de prática aprendi com eles. No meu primeiro dia o diretor, Valdir Fritz, disse: "Segue o Valmor (Valmor Pereira) e faz tudo o que ele fazer". Fiz. Fui chato, mas sou grato. Obrigado! Vanusa, sua esposa, também. Trocávamos incentivo, pois ela cursava Letras. Mais uma formada e, ela, com diploma válido. O Everton Pacheco é outro da época. Grande amigo, um batalhador! (Bira, Claudeco, Sidnei, Luiz Fernando, Elizandro, Beto, Maria Neci, Moacir Teixeira dos Santos, também faziam parte da equipe);
- Claudio Martins: Pouco antes de sair da EJORA comuniquei ao prefeito: "Tenho a possibilidade de sair da EJORA, conseguimos organizar o que foi possível. Gostaria de saber a tua opinião". Ele falou: "Segue o teu caminho. Isso aqui é pouco pra ti. Tu tem visão e capacidade. Tudo de bom e se precisar do amigo pode contar".
- Lógico: minha família; minha mãe, que nunca mediu esforços - parece que a vejo indo para a formatura, com a boca lá na orelha, louca para gritar a todos no teatro Padre Werner, que aquele, o baixinho cabeçudo, é seu filho; minha irmã, mais que uma irmã, uma amiga; meu pai, que muitas vezes não tem coragem de dizer tudo o que deseja, mas que demonstra no olhar.
- Neto e família: Ninguém acreditava, quando cheguei em Lajeado, quando dizia que torcia para o São Caetano. Na verdade, mais do que pelo azulão, torcia pelo meu amigo Lica, que virou Neto Gaúcho. Sou colorado, mas por causa dele já vesti a camiseta do São Caetano, em pleno Beira-Rio, e torci um monte pelo time paulista. Agora torço pelo Defensor, do Uruguai, desde criancinha. Ele está por lá. Ele me considera seu irmão e eu da mesma forma. Outro guerreiro, que me orgulho de chamar de amigo.

Esse post não foi colocado para ficar me gabando. Na verdade só quis mostrar que o pouco que já conquistei é fruto do muito que torcem por mim; que sou um batalhador, um brasileiro, que como todo brasileiro, não desiste nunca. Sobre o diploma e o juiz... ah, que se exploda o juiz. Sou muito mais das pessoas que torcem por mim e por quem torço.

Guerra dos poderes

Dias desses o senador Mão Santa sugeriu se jogar uma bomba na Câmara. O motivo de tamanho ato terrorista seria o terror que os deputados fizeram sobre os deputados, se ajoelhando aos desejos do governo. Há pouco a deputada Manoela, do RS, postou em seu twitter: "deputadamanuela mais uma coisa p/ fazer: ver tudo o q o senado aprovou para internet, estudar e pensar o que ainda dá p/ fazer na câmara..."
Me parece que ela quer solucionar algo de errado que tenha passado pela Casa vizinha.

Guerra até no Twitter

Esses caras da mídia não cansam mesmo de disputar. Agora estão em uma briga para ver quem tem mais seguidores no Twitter. O Luciano Huck acaba de anunciar que é o mais populoso do Brasil, tendo 917.630 seguidores. É seguidor para mais de metro. Ele segue 47 pessoas, entre elas Rafael Cortes do CQC, e o repórter Vesgo do Pânico.

Tu és belo no céu... oh! Sol vivo!

Quando te levantas a leste
enches todas as terras com tua beleza,
porque és belo, és grande e brilhas acima da Terra.
Teus raios beijam os povos e tuas criações.
Tu és deus e nos seduziste a todos.
Tu nos impuseste os liames de teu amor,
e, ainda que longe, teus raios atingem a Terra
e, ainda que alto, teus passos marcam o dia.


Dás alento e fazes viver tudo o que criaste;
quando a criança nasce lhe dás a palavra
e crias tudo o de que ela precisa para viver.
E para terminar tuas obras, criaste as estações:
o frio no inverno e o calor no verão.
Criaste o céu longe e alto para por ele subir
e observar tua criação.
Vives mergulhado no teu brilho fulgurante,
oh Sol! Que te levantas
e que desapareces para voltar.

Bendito sejas tu, que sobes no céu
e que fazes brilhar o horizonte !
Bendito sejas tu, deus sublime da paz !

Sol, quando te levantas no céu em todas as manhãs
em tua beleza incomparável acima da Terra,
beijas com amor todos os povos que criaste.
Tu és deus, tu és Rá !
Estás longe, mas teus raios fertilizam o sulco do arado
e germinam as plantas depois que beijas a terra.
Tu nos deste o inverno refrescante
e o verão que nos traz o fruto e a vida.

E os camponeses, que colhem os alimento dos homens,
levantam as mãos para ti...
rezam quando te levantas, ao deixares o leito noturno."

(Faraó Amenófis IV)

E VIVA O SOL!!!!

Festa à Fantasia

No fim acho que a maior fantasia de quem vai à festa é se ver em um site de fotografias no dia seguinte. E isso não é ruim, até porque temos trabalhos primorosos, como o do pessoal do Saia da Toca. Só para ter uma ideia, tem galeria, até agora, com quase 80 mil visualizações. É muita coisa! Parabéns ao pessoal. Quem quiser se ver dá uma passada por lá. É www.saiadatoca.com.br

11 de setembro

Ainda vou dizer o porquê, mas 11 de setembro é uma data terrível para a humanidade, pois traz a lembrança do ataque às torres gêmeas, mas é uma data incrível para mim. Pena que as torres se foram nesse dia.

Aquisição

Adquiri o livro Jornal Nacional - Modo de Fazer, que tem a assinatura de William Bonner. O cara explica como é feito, na prática, o telejornal mais assistido do Brasil. Ainda não o li todo, é verdade, mas dá para sentir o corre-corre, a ansiedade, o nervosismo que é trabalhar para tantos telespectadores, além do dinheiro todo que envolve aquela estrutura. Afinal cada minuto no ar representa centenas de milhares de reais.

A coisa anda, às vezes

O Congresso vota em regime de urgência, urgentíssima, a questão da reforma eleitoral. Tudo porque já quer ver funcionando a partir da próxima eleição. Alguém tem dúvida de que tem gente tentando se beneficiar? Ora, um assunto de tal importância e eles votam que menos de 15 dias, como é isso? Se o pré-sal, que pode significar a mudança de todo o Brasil, e teve pedido para ser visto em 45 dias por cada casa parlamentar, tem alarde por ser pouco tempo para analisar. Quer dizer que a reforma política não tem importância?

segunda-feira, setembro 14, 2009

Escritório retrô

Quem faz arquitetura na atualidade não tem noção de quão difícil era trabalhar na área, quando os computadores eram apenas um sonho distante. Estudantes e profissionais, além do público em geral, vão poder conferir um escritório retrô na Feira da Construção Civil, Mobiliário e Decoração do Vale do Taquari - Construmóbil 2009. Num estande do Espaço Lazer, no pavilhão 3 do Parque do Imigrante, será possível relembrar, ou para os mais novos, conhecer as ferramentas antigas de trabalho dos arquitetos, hoje praticamente todas substituídas pelo computador. Será o Escritório Retro. O resgate do cenário da arquitetura vai evidenciar o grande salto tecnológico da profissão, responsável por aperfeiçoar e agilizar as tarefas do dia-a-dia.

Teatro

O Vale vai receber, via projeto Lâmpada Mágica, da AES Sul, a peça A Megera Domada. Tendo base em um dos mais polêmicos textos de William Shakespeare, a obra será apresentada no Colégio Castelo Branco, em Lajeado, dia 22, e no auditório Irmã Nísia, no Colégio Bom Jesus São Miguel, em Arroio do Meio.

domingo, setembro 13, 2009

Domingo sem sol

Domingo é dia de alegria - Lá, lá, lá, lá... Agora é hora / De Alegria / Vamos sorrir e cantar / Do mundo não se leva nada / Vamos sorrir e cantar. Lá, lá, lá, lá... Silvio Santos vem aí... -; dia de festa, de comemorar o resultado do futebol, de reunir a família, de tomar as cevas que sobraram da noite de sábado com a galera, de curtir uma praça, um parque, um postinho, uma areia, com um tremendo sol. Aí se foi tudo por água abaixo.
Esse domingo não tem sol; as pessoas correm de suas casas porque a água está invadindo tudo; os jogos foram transferidos na região; a família está longe; as cevas acabaram na noite de sábado, mesmo; praça, parque, postinho e areia, com chuva, nem pensar. A letra que marca esse domingo não é o Lá, lá, lá do Silvio Santos, mas o da rima infantil: "Hoje é domingo pé de cachimbo, o cachimbo é de barro bate no jarro, o jarro é fino bate no sino, o sino é de ouro bate no touro, o touro é valente, bate na gente a gente é fraco cai no buraco, o buraco é fundo, acabou-se o mundo…
A foto fiz com o celular da janela do meu quarto. Em meio à selva-de-pedras que é Lajeado tenho a chance de desfrutar dessa vista cheia de árvores. Lógico, dei prioridade para o céu, mais cinzento impossível.

Frase célebre

"Não há melhor negócio que a vida. A gente a obtém em troca de nada". (Provérbio judaico)
O pior é que tem otário que desperdiça.

Chove, chuva

As pessoas já deixam suas casas, a Defesa Civil já tem que correr novamente, os curiosos já começam a andar por ruas ribeirinhas, o Taquari mais uma vez ultrapassa seus limites e invade moradias. Mais uma cheia para a história. Tudo normal, afinal choveu horrores nos últimos dias e que as previsões não são tão boas.
Será que paramos para perceber quão fácil é para as enchentes acontecerem? Será que, de fato, é o rio que invade as moradias, ultrapassando seus limites, ou somos nós que invadimos as áreas que deveriam ser destinadas a ele? Será que a quantidade de lixo que jogamos na água que bebemos é uma das responsáveis pela rapidez com que ele sobe? Um monte de pergunta e uma única certeza: as pessoas pouco se importam com o que os rodeia. Querem saber apenas do seu próprio umbigo.

Enquete

A pergunta da semana foi sobre reality show. A ideia era saber se as pessoas ainda têm saco para assistir a esse tipo de programa. O resultado é o seguinte:
Não, odeio - 42%
Não - 28%
Sim - 15%
Sim, adoro - 15%

sexta-feira, setembro 11, 2009

Fala, Cesar Cielo

Cesar Augusto Cielo Filho. Esse é o nome do cara que tem trazido muitas emoções para os brasileiros. A cada braçada na água é um suspiro, um grito da torcida ajudando a chegar mais longe, e ele chega. Tanto é que a lista de títulos, troféus, medalhas e tudo mais é imensa em sua trajetória. Ele nasceu em 10 de janeiro de 1987 - é um bebê - em Santa Bárbara D'Oeste, São Paulo. Tem 1,95m, 88kg. Na sua simplicidade se transformou no novo ídolo da nação e, abaixo, conta um pouco mais de sua história, que não acaba aqui. Ele quer mais, muito mais.

Marcio Souza - Quando criança, você se interessou direto pela natação ou tentou algum outro esporte? Cesar Cielo - Eu lutava judô quando era criança. Mas como era alto, tinha de lutar numa categoria acima da minha. Perdia dos meninos mais velhos e não gostava. Mudei para a natação e só continuei a nadar porque estava ganhando. Minha primeira conquista veio aos 8 anos, nadando num festival do clube Barbarense. Fiz 25 metros em 18 ou 19 segundos, mas o que me inspirou a continuar foi chegar em primeiro.


Marcio Souza - Qual teu ídolo? Cesar Cielo - Gustavo Borges e Alexander Popov.


Marcio Souza - Até quando (idade) dura a carreira de um nadador? Tem quais perspectivas para depois? Cesar Cielo - Quero nadar, quem sabe, até a Olimpíada de 2016. Depois que eu acabar os meus estudos (cursa Comércio Exterior, com especialidade em língua espanhola na Universidade de Auburn) vou pensar no que fazer. Mas no momento o foco é mesmo a natação e no futuro próximo também.


Marcio Souza - Qual a maior dificuldade para um atleta brasileiro, que não faz o tão alardeado futebol? Cesar Cielo - O Brasil precisa de uma política de esportes para valer. Acho excelente iniciativas como bolsa-atleta ou outras que façam o dinheiro chegar até o esportista que está começando, é um talento, mas ainda precisa de recursos para crescer. O esporte brasileiro ainda é carente de recursos e esse dinheiro tem de chegar até o atleta, principalmente até a molecada de 15, 16 anos, que precisa estudar e treinar, no caso da natação e acho que de outros esportes também. Não há uma estrutura que junte esporte e estudos, como a das universidades norte-americanas. Desenvolvimento esportivo significa treino na piscina, musculação, trabalhos de biomecânica, descanso, alimentação, psicologia, estudos, competição, viagens... Tudo isso custa muito. O esporte é caro. É importante pensar em beneficiar o atleta se o país quiser resultados e espera que o esporte tenha uma função social. No Brasil, acho que os esportes com bola, como o futebol e o vôlei, ainda têm um pouco mais de dinheiro. Mas esportes individuais, como o atletismo e a natação, que exigem uma dedicação enorme, ainda sentem a necessidade de muito apoio.

Marcio Souza - O que você ainda quer conquistar? Cesar Cielo - Ainda não estou satisfeito com o que fiz. Tenho muita coisa pela frente. Muita coisa vai acontecer até os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, e sempre busco minha evolução e meu limite. Espero estar em boa forma e em condicões de brigar pelo lugar mais alto do pódio nas minhas provas e poder representar meu país da melhor forma possível.

(As fotos são do site oficial do atleta)

Frase célebre

"O sentido da vida consiste em que não tem nenhum sentido dizer que a vida não tem sentido". Niels Bohr (1885-1962)

Jornalismo

Tivemos ontem, na Rádio Tchê Alto Taquari, uma discussão quase filosófica sobre o jornalismo. Foi muito bom. Participaram o decano (heheh) Paulo Quevedo, em processo de formação, Tiago Bald, recém formado, Carlos Eduardo Schneider, e esse blogueiro, Marcio Souza. O foco principal acabou sendo a questão da liberdade de imprensa. Era para ser das 19h às 20h, mas como o Joilson e o Paulo Rogério reuniram tantos jornalistas, não tinha como conseguir terminar em tempo. Fomos até às 20h15min. Acho que se não houvesse compromisso estaríamos até agora falando da classe.

quinta-feira, setembro 10, 2009

ATENÇÃO

Amanhã, sexta-feira, você vai ler nesse blog uma entrevista com o nadador Cesar Cielo. Não perca!

Informativo Notícias

Muito bom o Informativo Notícias na apresentação de Rita de Cássia. A garota se puxa e conta com uma boa retaguarda também. Parabéns a todos da TV Informativo.

Oktoberfest

Essa é para quem gosta do cantor Daniel, fazer uma boa ação e ainda tomar muito chopp. Inicia no sábado, 12, a programação da 22ª Oktoberfest de Igrejinha. À noite, às 19h, o Pavilhão 1 será palco da escolha do Bubchen e Mädchen da Oktoberfest 2009, sendo que os 22 candidatos receberão o apoio de suas torcidas. Em seguida haverá uma apresentação do Grupo de Danças Folclóricas Kirchleinburg. Às 22 horas, tem o baile com bandinhas e orquestras típicas - Hopus e Eccos e, no palco externo, show com Os Formigos.
Domingo, a atração da festa será o cantor Daniel (na foto de Marcelino Dias), que promoverá uma partida de futebol beneficente, quando entrarão em campo o time Amigos de Daniel e o time Amigos da Oktoberfest. Marcado para ocorrer, às 15h, no estádio do Esporte Clube Igrejinha, com o número de ingressos limitado, o jogo terá o valor do ingresso revertido para a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais – Apae, do município. Vice-artilheiro da equipe, com 86 gols, Daniel é a estrela do time, tendo jogado todas as partidas em tempo integral. A Oktoberfest acontece de 16 a 25 de outubro.

Semana Farroupilha

Prepara a pilcha, gauchada, porque a Semana Farroupilha se aproxima. Aqui na região, uma das programações destaques é a do 40º BPM. A abertura será domingo, 13, com Missa Crioula, às 10h, em Estrela. "40º BPM, orgulho de ser gaúcho!" O convite para participação é da major Nádia Rodrigues Silveira Gerhard.

quarta-feira, setembro 09, 2009

Histórias de outrora

Vagava por minhas reminiscências, quando deparei-me com o último jogo disputado pelo Juventude, do Rincão São José - Taquari, pela Copa Regional Sicredi. Foi, se bem me recordo, em Teutônia. Talvez Westfália. O certo é que estava chovendo e o time taquariense precisava da vitória. Os bem camaradas da Rádio Popular de Teutônia - que construíram a cabine de transmissão - impediram que nós, os pobres da Rádio Açoriana, ficássemos lá. Em resumo, fizemos a transmissão do jogo da linha de campo - na linha de fundo - com chuva e muito choque. Foi um martírio, uma tortura.
Além de todas as adversidades climáticas e de posicionamento, o time não tinha condições técnicas de vencer o adversário. Muito menos o árbitro deixaria. É um encrenqueiro que, semanas após, apitava um jogo do Grêmio pelo Gauchão e só arrumou confusão. A crueldade foi tamanha que, assim que saiu o primeiro cartão vermelho para o Juventude, a pancadaria começou. O vermelho do cartão se refletiu em muitos lances seguidos, transformado em sangue nas pernas de atletas dos dois lados. E tome cartão. Logo não haveria jogador suficiente em campo e a partida foi dada por encerrada com a vitória do time adversário. O Ju estava fora.
Indignada a torcida esbravejava no alambrado e meu comentarista, que prefiro omitir o nome no momento, resolve entrevistar o árbitro. Afinal, estávamos plantados em frente à porta que a criatura dos cartões deveria entrar. A pergunta do colega foi fatídica para denunciar nossa parcialidade: "O senhor não tem vergonha de roubar tanto?" Corajoso ele olhou para o microfone, virou as costas e continuou sua caminhada em busca de uma roupa seca e um banho quente.
Voltamos tristes, pelo fato dos conterrâneos terem perdido, mas com a sensação de dever cumprido. É bem verdade com uma trágica e engraçada escapada, mostrando uma pequena falta de parcimônia da equipe, quando o assunto era o representante de Taquari. Isso foi em 2005 ou 2006.

Pai

Outro dia fiz uma homenagem para minha mãe, aqui. Agora é a vez do pai. Esse vídeo tem a música de Altemar Dutra - a maior parte que lê pode nunca ter ouvido falar no cara, mas foi um grande cantor brasileiro - Meu Velho.

Alcoolismo

Costumo brincar com a questão álcool, mas o assunto é sério. Ainda nesses dias postei aqui a música Ébrio, de Vicente Celestino. É uma história triste, como todas que envolvem o alcoolismo. Aquilo que começa como uma brincadeira pode se transformar no lento martírio. O homem viril, forte, guerreiro, pode se considerar um vencedor por ir derrubando as barreiras apresentadas pela vida, mas se titubear com o espocar de uma garrafa sendo aberta seu juízo se entrega, assim como ele ao deleite do álcool e das emoções que lhe proporciona, que são transformadas em mazelas familiares no amanhã.

Enquete

Você gosta de reality show? Sim? Não? Vote na enquete dessa semana.

Te mexe!

O site do jornal O Informativo do Vale (www.informativo.com.br) está no ar com a enquete "O Brasil tem o que comemorar no 7 de setembro?". Hoje pela manhã as respostas davam 36,84% sim e 63,06% não. Ora, como não temos o que comemorar? Fico indignado quando escuto isso. Temos tido demonstrações de que evoluímos e nos consolidamos em um mundo tão disputado. Estamos cada vez mais avançados e influentes. Está certo, admito, temos problemas ridículos, mas temos muito o que comemorar. Quem responde que não se tem, por certo é uma pessoa super ativa, que faz de tudo para o Brasil crescer e, aí sim, ter motivos para festejar. Ledo engano. Quem costuma reclamar assim é daqueles que somente sentam em frente o computador para dar seus palpites e reclamar. Nada fazem para mudar as coisas.

Frase célebre

Nunca perca a fé na humanidade, pois ela é como um oceano. Só porque existem algumas gotas de água suja nele, não quer dizer que ele esteja sujo por completo. (Ghandi)

Viajar

As passagens aéreas já foram caras. Hoje não custam tanto, ainda mais se você aproveitar alguma dessas promoções malucas proporcionadas pelas empresas. O que quero dizer com isso? Que em qualquer oportunidade que der você deve conhecer o Brasil. Temos um nordeste lindo, um norte cheio de mistérios da Amazônia, um centro-oeste sem praias, mas com uma exuberante natureza e, lógico, nossos vizinhos, Santa Catarina e Paraná, são sensacionais. Viaje! Aproveite!

Misto de coisas doidas

Ontem foi ao ar o primeiro programa da TV Informativo. O dia foi um misto de loucura. Corre para cá, corre para lá; tem que terminar isso, aquilo, onde está aquele outro. Vi a equipe da TV se multiplicando em vários para conseguir dar conta do recado. Chegou a hora de apresentar aos convidados e, logo depois, à comunidade, via canal 20 da NET. Ai você sente que ali existem mais do que bons profissionais. São pessoas, são vontades, são competências que não podem ser questionadas, e acima de tudo são corações. E para nós, colegas e torcedores do sucesso desse empreendimento, cabe aplaudir e controlar o arrepio na hora das inevitáveis lágrimas de emoção ao se dar o start para um tempo diferente na comunicação do Vale. Parabéns!!!!

Reforma eleitoral

Os legisladores brasileiros, que se orgulham de ter uma Constituição bem completa, que atende aos anseios sociais, podem dar, hoje, mais um exemplo de barbárie. Devem limitar (pode-se entender como censura) a cobertura política na internet. Já fazem isso com rádios e emissoras de TV, podando o direito de noticiar, anunciar e dificultando a realização de ações que servem para as comunidades, como os debates. Tomara que acordem antes que seja tarde demais. Caso contrário vamos ficar no tempo das pedras, mais uma vez.

terça-feira, setembro 08, 2009

Frase célebre

"Quem quer fazer encontra um jeito, quem não quer encontra uma desculpa."
(desconhecido )

Semana cheia

Essa semana é manca - tem um dia a menos. Tudo indica que vai ser de correria. O primeiro dia já me vejo como uma barata tonta, sem saber para onde correr. Mas não qualquer barata. Pensa em uma daquelas mais loucas, que comeu veneno e está desnorteada. Afora toda essa turbulência com o retorno da rotina, que parece ter sido alterada, tudo corre com aparente normalidade. Será? Bueno, o importante é que sei que tudo vai dar certo. Por isso que curto demais essa vida. As coisas sempre dão certo - até quando está erradas. No fim de tudo faça uma avaliação e veja se não é verdade.

Dica

O pessoal sempre tem dúvida do que programar para entregar às pessoas que vêm visitar o bebê recém chegado. Umas coisas são muito caras, outras feias. Tem um pessoal que faz material de qualidade e com custo super reduzido. Dá uma conferida na imagem. São bem bacanas, servindo até como chaveiro - se você ainda não tem um bebê. Se quiser fazer alguma encomenda da Fluffy ligue para o 9253-4775.

TV Informativo

Chegou o grande dia. Hoje, às 19h30min, iniciam as operações da TV Informativo. A primeira atração vai ser o Informativo Notícias, um telejornal voltado para os interesses da região. Lógico que, na edição de lançamento, o formato vai ser diferenciado, oportunizando um resgate histórico e as perspectivas que têm quem vai atuar nesse novo veículo de comunicação. É um novo espaço para o Vale se ver, para a nossa gente ser notícia.

Sonho
Quem vê aquele senhor grisalho, de passos lentos e calculados, subindo as escadas do prédio da Rede Vale de Comunicação não imagina que aqueles olhos, quase octagenários, olham muito mais do que podemos enxergar. Oswaldo Carlos van Leeuwen é um sonhador, e seus sonhos até podem parecer utópicos. Junto a ele estão outros sonhadores. E, como dizia Raul Seixas, "sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só; mas sonho que se sonha junto é realidade". Foi o que aconteceu. A ideia, para alguns utópica, se criou de forma organizada e, hoje, a utopia vira realidade. E o Vale vai sentir a diferença de ter uma TV daqui, que conta com a estrutura e a experiência de uma empresa que, há 40 anos, serve à região. Como o chefe Oswaldo diz: A Rede é apaixonada pelo Vale.

segunda-feira, setembro 07, 2009

Frase célebre

"A vida só pode ser compreendida olhando-se para trás; mas só pode ser vivida olhando-se para a frente." (Soren Kierkegaard)

The Gal

Keli Pavi está no The Gal do Saia da Toca. Vale muito a pena dar uma olhadas nessas fotos feitas pelo craque Adriano Leonhardt.

Conheça o Hino Brasileiro

- Plácidas: calmas, serenas;
- Brando retumbante: grito forte que provoca eco;
- Raios fúlgidos:
- Penhor: usado de maneira metafórica (figurada). "penhor desta igualdade" é a garantia, a segurança de que haverá liberdade;
- Raio vivido:
- Impávido colosso: "colosso" é o nome de uma estátua de enormes dimensões. Estar "impávido" é estar tranqüilo, calmo;
- Fulguras: fulgurante, reluzente, brilhante;
- Florão: "florão" é um ornato em forma de flor usado nas abóbadas de construções grandiosas. O Brasil seria o ponto mais importante e vistoso da América;
- Garrida: enfeitada, que chama a atenção pela beleza;
- Lábaro: bandeira;
- Clava forte: clava é um grande porrete, usado no combate corpo-a-corpo. No verso, significa mobilizar um exército, entrar em guerra.

Agora cante o hino sabendo o que você está cantando:

OUVIRAM DO IPIRANGA AS MARGENS PLÁCIDAS
DE UM POVO HERÓICO O BRADO RETUMBANTE,
E O SOL DA LIBERDADE, EM RAIOS FÚLGIDOS,,
BRILHOU NO CÉU DA PÁTRIA NESSE INSTANTE.
SE O PENHOR DESSA IGUALDADE
CONSEGUIMOS CONQUISTAR COM BRAÇO FORTE,
EM TEU SEIO, Ó LIBERDADE,
DESAFIA O NOSSO PEITO A PRÓPRIA MORTE!

Ó PÁTRIA AMADA,
IDOLATRADA,
SALVE! SALVE!

BRASIL, UM SONHO INTENSO, UM RAIO VÍVIDO
DE AMOR E DE ESPERANÇA À TERRA DESCE,
SE EM TEU FORMOSO CÉU, RISONHO E LÍMPIDO,
A IMAGEM DO CRUZEIRO RESPLANDECE.
GIGANTE PELA PRÓPRIA NATUREZA,
ÉS BELO, ÉS FORTE, IMPÁVIDO COLOSSO,
E O TEU FUTURO ESPELHA ESSA GRANDEZA.

TERRA ADORADA,
ENTRE OUTRAS MIL,
ÉS TU,BRASIL,
Ó PÁTRIA AMADA!
DOS FILHOS DESTE SOLO ÉS MÃE GENTIL,
PÁTRIA AMADA,
BRASIL!

DEITADO ETERNAMENTE EM BERÇO ESPLÊNDIDO,
AO SOM DO MAR E À LUZ DO CÉU PROFUNDO,
FULGURAS, Ó BRASIL, FLORÃO DA AMÉRICA,
ILUMINADO AO SOL DO NOVO MUNDO!
DO QUE A TERRA MAIS GARRIDA,
TEUS RISONHOS, LINDOS CAMPOS TÊM MAIS FLORES;
"NOSSOS BOSQUES TEM MAIS VIDA,"
"NOSSA VIDA" NO TEU SEIO "MAIS AMORES".

Ó PÁTRIA AMADA,
IDOLATRADA,
SALVE! SALVE!.

BRASIL, DE AMOR ETERNO SEJA SÍMBOLO
O LÁBARO QUE OSTENTAS ESTRELADO,
E DIGA O VERDE-LOURO DESSA FLÂMULA
-PAZ NO FUTURO E GLÓRIA NO PASSADO.
MAS, SE ERGUES DA JUSTIÇA A CLAVA FORTE,
VERÁS QUE UM FILHO TEU NÃO FOGE À LUTA,
NEM TEME, QUEM TE ADORA, A PRÓPRIA MORTE.

TERRA ADORADA,
ENTRE OUTRAS MIL,
ÉS TU, BRASIL,
Ó PÁTRIA AMADA!
DOS FILHOS DESTE SOLO ÉS MÃE GENTIL,
PÁTRIA AMADA,
BRASIL!

Sou do Brasil

Sou do Brasil de Ayrton Senna;
sou do Brasil que mata mais gente no trânsito do que morre na guerra.
Sou do Brasil de Betinho;
sou do Brasil em que crianças vão à escola apenas para ter a merenda.
Sou do Brasil de Pelé;
sou do Brasil em que a bola é de pano, que o uniforme é estar sem camisa, que o chão é batido, a chuteira é a própria pele, e a goleira é de pau.
Sou do Brasil que tem o melhor sistema digital de televisão do mundo;
sou do Brasil que não tem energia elétrica.
Sou do Brasil que tem os maiores mananciais do Planeta;
sou do Brasil que tem sede na aridez do sertão.
Sou do Brasil de Tom Jobim;
sou do Brasil do Sérginho e da Lacraia.
Sou do Brasil de Santos Dumond;
sou do Brasil de Fernandinho Beira-Mar.
Sou do Brasil da Expointer;
sou do Brasil da invasão de terras.
Sou do Brasil da Petrobras;
sou do Brasil do desemprego.
Sou do Brasil de tamanho continental;
sou do Brasil de rodovias esburacadas.
Sou do Brasil da Esquadrilha da Fumaça;
sou do Brasil da crise no setor aéreo.
Sou do Brasil verde-amarelo;
sou do Brasil cinza de poluição.
Sou do Brasil que conhece e estuda célula-tronco;
sou do Brasil que morre de febre amarela.
Sou do Brasil que se envergonha de muitas de suas dificuldades;
sou do Brasil que tem orgulho de ser brasileiro.

7 de setembro

Tenho maior orgulho de ser brasileiro; me emociono ao ouvir o Hino Nacional até em inauguração de supermercado; torço como poucos para vencermos em todas as áreas, não só no futebol; fico maravilhado quando vejo nossos cientistas, técnicos, nosso povo, apresentar algo de novo para o mundo; fico muito feliz, quando vejo que estamos levando uma vida melhor, que temos muitos, muitos mesmo, problemas, mas que encontramos com nosso jeitinho solução. Sou um nacionalista, um ufanista, um otimista, ao mesmo tempo em que sou um realista. Sei que temos muitos problemas, que as mazelas, embora menores, ainda existem, que nossa educação é precária e assim faz parceria para a saúde. Tudo isso, no entanto, não me impede de comemorar o 7 de setembro, de festejar cada dia que esse continental torrão faz do globo azul bem mais verde-amarelo. O filme que você pode assistir nesse post tem a mais linda das versões do Hino, interpretado por Fafá de Belém, além de imagens que mostram o quanto somos necessários e especiais para a humanidade. Filme para gringo ver, com o Brasil com "z", mas que nos mostra como gostamos de ser.

Audiência

Sou fascinado por essa briga de audiência da TV aberta no Brasil, em especial, quando Record e SBT disputam ponto a ponto e, às vezes, deixam a Globo para trás. Ontem foi um desses casos. Teve momento, no meio da tarde, que a platinada ficou em terceiro, enquanto a turma da Anhanguera liderava e da Barra Funda mantinha um segundinho. As coisas mudaram e devem mudar ainda mais quando o assunto é TV. Palmas para nós, os telespectadores.

Pedras

Acaba de cair uma chuva de pedras, em Lajeado. O céu ainda está feio, com nuvens bem carregadas. Tomara que tenha sido tudo como aqui onde moro. Grande quantidade, mas pequeno tamanho, sem grandes destruições.

sábado, setembro 05, 2009

Salve, salve, Vicente Celestino

Nasci artista. Fui cantor. Ainda pequeno levaram-me para uma escola de canto. O meu nome, pouco a pouco, foi crescendo, crescendo, até chegar aos píncaros da glória. Durante a minha trajetória artística tive vários amores. Todas elas juravam-me amor eterno, mas acabavam fugindo com outros, deixando-me a saudade e a dor. Uma noite, quando eu cantava a Tosca, uma jovem da primeira fila atirou-me uma flor. Essa jovem veio a ser mais tarde a minha legítima esposa. Um dia, quando eu cantava A Força do Destino, ela fugiu com outro, deixando-me uma carta, e na carta um adeus. Não pude mais cantar. Mais tarde, lembrei-me que ela, contudo, me havia deixado um pedacinho de seu eu: a minha filha. Uma pequenina boneca de carne que eu tinha o dever de educar. Voltei novamente a cantar mas só por amor à minha filha. Eduquei-a, fez-se moça, bonita... E uma noite, quando eu cantava ainda mais uma vez A Força do Destino, Deus levou a minha filha para nunca mais voltar. Daí pra cá eu fui caindo, caindo, passando dos teatros de alta categoria para os de mais baixa. Até que acabei por levar uma vaia cantando em pleno picadeiro de um circo. Nunca mais fui nada. Nada, não! Hoje, porque bebo a fim de esquecer a minha desventura, chamam-me ébrio. Ébrio...

Tornei-me um ébrio e na bebida busco esquecer
Aquela ingrata que eu amava e que me abandonou
Apedrejado pelas ruas vivo a sofrer
Não tenho lar e nem parentes, tudo terminou
Só nas tabernas é que encontro meu abrigo
cada colega de infortúnio é um grande amigo
Que embora tenham como eu seus sofrimentos
Me aconselham e aliviam o meu tormento
Já fui feliz e recebido com nobreza até
Nadava em ouro e tinha alcova de cetim
E a cada passo um grande amigo que depunha fé
E nos parentes... confiava, sim!
E hoje ao ver-me na miséria tudo vejo então
O falso lar que amava e que a chorar deixei
Cada parente, cada amigo, era um ladrão
Me abandonaram e roubaram o que amei
Falsos amigos, eu vos peço, imploro a chorar
Quando eu morrer, à minha campa nenhuma inscrição
Deixai que os vermes pouco a pouco venham terminar
Este ébrio triste e este triste coração
Quero somente que na campa em que eu repousar
Os ébrios loucos como eu venham depositar
Os seus segredos ao meu derradeiro abrigo
E suas lágrimas de dor ao peito amigo

sexta-feira, setembro 04, 2009

Prolongado

Te liga no que vai fazer no feriado prolongado. Se for para a bebeira não dirija. Pegue um táxi, peça para alguém levar seu carro (que não tenha bebido), ou combine para que alguém na turma não beba. O importante é todo mundo estar bem na terça-feira.

Pauleira

Oh povo que gosta de uma pauleira. Faz algum tempo que não assisto novela - não tenho mais saco para isso e, como dizia minha vó, é tudo mentira, mesmo -, mas costumo ler muito sobre audiência de televisão (gosto da guerra de números). Nessas lidas, tenho visto que a audiência de Caminhos das Índias vai muito bem, obrigado. E os picos ocorrem quando rola briga entre as personagens. É dar uma pauleira e a galera para toda em frente ao aparelho para curtir. É muito gostar de ver a desgraça alheia, mesmo que em ficção. Daí a música faz sentido: "Você não vale nada, mas eu gosto de você...."

Nova enquete

Tudo na TV brasileira está virando reality show. Desde que Silvio Santos trouxe a Casa dos Artistas, as maiores audiências são desses programas. A Fazenda chegou a salvar a Record, em agosto. Setembro já vem como mês de vacas magras para a TV rural, que despencou sem os fazendeiros. Tanto foi importante que, antes do final do ano, devem voltar os boiadeiros. Queria ver Fazenda x BBB. Bom, mas a pergunta é: Você ainda tem saco para assistir reality show?

Trabalho em casa

Os mais futurologistas diziam, num passado recente, que no futuro nós iríamos trabalhar em casa, em frente ao computador. Naquela época podia até se desconfiar, primeiro porque o computador ocupava quase a casa inteira; depois, o seu custo até superava o valor da casa. Hoje, vivo o presente, mas posso dizer que estou no futuro. Estou em casa, escrevendo este post, sorvendo chimarrão. Meu computador não é dos mais modernos, a internet não é das mais rápidas, nem eu sou dos melhores jornalistas, mas consigo, com parcas condições, trabalhar sem sair de casa. Vez por outra ainda me dou ao luxo de ir para a sala (meu computador fica no quarto) e curtir a TV, que tem sei lá quantos canais. Dali saem grandes ideias para cá. Definitivamente, estou no futuro.

TV Informativo

Está chegando o dia. Terça-feira, às 19h30min vai ao ar a TV Informativo. A equipe se puxou ontem e invadiu a madrugada para fazer um bom trabalho para você. Vale a pena assistir. Não esqueça é terça-feira, às 19h30min, no canal 20 da NET.

Resultado da enquete

Terminado o período de votação, aí vai o resultado da enquete, que perguntou: Se as eleições fossem hoje em qual desses candidatos ao governo do Estado você votaria?
Yeda Crusius 41%
Tarso Genro 23%
Germano Rigotto 17%
Vieira da Cunha 17%
Sérgio Zambiasi -
Paulo Feijó -
É evidente que esse enquete não tem fundamentos científicos. Nada mais é do que uma verificação da opinião das pessoas que quiseram mostrar seu posicionamento. Indiferente disso, a governadora parece estar muito bem na foto aqui pela região.

Coxa grossa

Pensa naquela mulher coxuda, daquelas que passam pela rua e atraem os olhares de praticamente todos - os homens pensam: "que gostosa"; e as mulheres: "garanto que tem celulite por baixo daquela minissaia". Agora pensa naquele cara que faz exercícios físicos. A perna é uma tora, gigante; tem mais força no pé do que um trator. Bueno, além de atrair os olhares atrevidos e sedentos, essas pessoas correm menor risco de desenvolver doenças cardíacas. Isso mesmo. Saiu no G1. Confere aí:
"Homens e mulheres cujas coxas têm circunferência superior a 60 centímetros têm menor risco de desenvolver doenças cardíacas, aponta um estudo do Hospital da Universidade de Copenhague, na Dinamarca, com 3 mil pessoas.
O benefício ocorre mesmo quando fatores como gordura corporal, cigarros e colesterol do sangue são levados em consideração, afirmam os cientistas, cuja pesquisa foi publicada na revista especializada "British Medical Journal".
Para os pesquisadores, aqueles com coxas estreitas podem não ter massa muscular suficiente para processar a insulina de maneira apropriada, aumentando o risco de diabetes e, por consequência, de doenças cardíacas. Os especialistas, no entanto, ressaltaram que a pesquisa precisa ser corroborada por outros estudos.
Eles dizem que ainda é cedo para mudar as orientações sobre dietas e exercícios para evitar doenças cardíacas, mas que a circunferência da coxa pode ser usada como um sinal de risco.

Se quiser medir:
A circunferência da coxa foi medida logo abaixo dos glúteos. Os pesquisadores ainda avaliaram os níveis de atividade física dos participantes, se eles eram fumantes, sua pressão sanguínea e os níveis de colesterol."

quinta-feira, setembro 03, 2009

Adeus Michael

Michael Jackson, vá com Deus! E vê se pede para o Cara orientar essa sua família, que é uma mala. Puxa vida, o morto já está há 70 dias rolando por aí e ninguém despacha esse corpo. O que é isso?

O difícil é casar

Houve uma época em que todo mundo começou a anunciar o casamento como uma instituição falida, um hábito que havia sido abandonado em algum lugar do passado. Isso, porque se conseguiram alterações nas leis que possibilitaram a separação sem prejuízos às partes. Acredito que, agora, o caminho do altar se perdeu de vez. A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou o texto que permite a separação judicial e o divórcio pela internet. O que isso quer dizer? Bom, está mais fácil separar os trapos do que juntar. Para se unir é preciso ir no cartório, publicar - um mês antes - a intenção da união, pagar horrores para as igrejas, ter cumprido os sacramentos (no caso dos católicos), gastar uma fortuna com a festa, e se deparar com a pessoa que você já conhece por dentro e por fora.

Beto Albuquerque

Vereador Ramon de Jesus, em seu Twitter, cobra a ausência de Beto Albuquerque (PSB) na nossa enquete. É verdade. O cara não está aqui. Ocorre que as pesquisas oficiais indicam uma posição tão favorável para os petistas, que já não se pode acreditar tanto na candidatura de Beto. O PSB, por vezes, se esconde na barra da calça petista. Aqui na região ele tem muito crédito. É fundamental a sua participação no processo de duplicação da BR-386. Quem sabe!!!

Cine Theatro São João

Vi um movimento para destinar recursos para a recuperação do Cine Theatro São João, em Taquari. O vereador Ramon de Jesus chegou a comentar em seu Twitter sobre o assunto: "Projeto para as Lancherias é Inconstitucional , projeto que cede mão de obra ao teatro Inconstitucional, eh complicado!" O município, de fato, não tem condições para investir nisso. Vai chegar o final do ano e o prefeito vai estar matando cachorro a grito para conseguir uns níqueis com a finalidade de dar conta do mínimo. A União, tão poderosa, e o Estado devem assumir essa bronca. Ali já foi cinema, teatro e hoje é um espaço vago no Centro da cidade. REFORMA NO SÃO JOÃO, JÁ! É hora de meter pressão nos políticos de Porto Alegre e Brasília. Afinal, no ano que vem tem eleição. Quanta história contam aquelas paredes. Elas não podem ficar mudas como estão há tanto tempo.
Ah, não sou fã de velharia. Só quero a garantia de um espaço para a valorização da cultura. Sei que muito já foi feito por esse prédio, e que a construção de um outro não passa nem pelos sonhos e bolsos.

Usina de Itaipú

O pessoal costuma reclamar do Brasil. Tenho maior orgulho de ser brasileiro. Somos acomodados, calmos até demais, inventamos o jeitinho para acertas as coisas de forma malandra, temos um monte de defeitos, mas somos especiais. Temos belezas naturais incomparáveis, somos afáveis, queridos, gostamos de gente, e temos uma capacidade incrível. Outro dia assistia o NATGEO e eles mostraram a Usina de Itaipú. Cara, aquilo é uma obra gigantesca, que a gente fez. É coisa nossa, brasileira! Todos devem olhar para aquele monumento, bater no peito e dizer: "Foi o meu povo que fez aquilo ali. Foi gente como eu."

Minha mãe

Me acho uma pessoa forte, um cara persistente, capaz, que tem muito a aprender e a ensinar, apesar da pouca (já nem tão pouca assim) idade. Mas me sinto um nada quando penso em minha mãe. Quero ter uma pequena parte de sua coragem; um pouquinho de sua garra; quero chegar ao fim da vida e poder dizer que pelo menos cheguei perto de ser a criatura tão grande e especial que ela é. Sei que já lhe dei bastante orgulho; sei que lhe possibilitei a chance de se ver como uma formanda de Jornalismo (seu sonho), enquanto me assistia, em meio à plateia, receber o canudo, que um juiz otário diz não ter valor; sei que para ela ver o filho vencendo suas batalhas é motivo para comemorar; mas também sei que a vi enfrentar batalhas que deixam a universidade no chinelo. Me orgulho muito da mãe que tenho e peço a Deus para que ela continue por muito tempo do meu lado. Obrigado, dona Marlene!!!!

Cara-de-pau

Sou fascinado por política. Gosto das táticas de campanha, do jeitinho que deve ser dado para que o candidato deixa uma situação desconfortável nas pesquisas e seja bem visto pela sociedade, como um produto. Não me refiro à sacanagem eleitoreira. Falo de marketing puro e verdadeiro, do trabalho de pessoas que conhecem o ser humano e sabem o que ele precisa para mudar sua opinião. Fico puto, entretanto, quando vejo uma iniciativa imbecil como foi a aprovação da abertura de novas vagas nas câmaras de vereadores. Já tratei sobre isso, mas hoje vi a foto do Antônio Cruz, da Agência Brasil, com esse monte de "legislador sem nenhum interesse próprio" metendo pressão no Congresso. Vai ser cara-de-pau assim no inferno.

Frase célebre

"Não preciso me drogar para ser um gênio; não preciso ser um gênio para ser humano; mas preciso do seu sorriso para ser feliz." Charlie Chaplin

Dê tempo ao tempo

Outro dia escrevi, aqui, sobre a otimização do tempo. Ontem acompanhei uma palestra que mostrou exatamente aquilo que havia comentado. Ora, existem coisas ditas urgentes, que nos rebentamos para fazer e esquecemos de que, se estivéssemos organizados, conseguiríamos cumprir até mais tarefas. Ao contrário disso, nos damos tempo para ver e-mail com piadinhas, assistir vídeos curiosos, esticar conversas, que muitas vezes nada tem a ver com o trabalho... Assim, jogamos fora muitos preciosos minutos. No final do dia pedimos que, ao invés de 24h, o período tenha 48h. Seria a mesma coisa. Iríamos matar muito mais tempo. O certo é organizar e priorizar as 24h, que você tem disponível. Ah, não esquece de dormir, tá!

quarta-feira, setembro 02, 2009

Amor e paixão

Há uma diferença bem grande entre amor e paixão. E não sou eu, em devaneios da madrugada, que estou inventando a roda ao afirmar isso. A Química explica de forma fria e calculista. Prefiro o lado romântico da explicação, aquele que acredita que todo grande amor nasce de uma atração, uma paixão, um algo diferente que faz seu coração bater de forma frenética ao se aproximar do alvo escolhido pelo Cupido. E ele prega muitas peças. Quando menos se espera, ou se imagina, vem ele com aquela flecha, que atravessa o peito e, ao invés de sangue e dor, gera sensações que não podem ser traduzidas em palavras; só quem vive para saber e entender toda a magnitude desse momento. E depois você quer mais e mais momentos de união, companheirismo, cumplicidade. E viver ao lado da pessoa que desperta paixão passa a ser mais do que explorar bons momentos, se transforma em necessidade.
A paixão simples, pura, solita, como conta a Química, é finda. Mas se ao seu lado caminha o sentimento de poucas letras, mas infinitos significados, que é o amor, daí ela se avoluma, cresce, floresce, entorpece, e permanece por mais tempo. O calor, a vontade, as batidas insandecidas do coração continuam. E a cada visão que se tem da pessoa amada aumenta a sensação de que se está no caminho certo, de que é assim que vai desenhar o seu futuro, de que a eternidade é um segundo quando comparada com a sua capacidade de amar. E quem aprender a conjugar e transformar esse verbo em ação vai viver feliz para sempre.

Frase célebre

"O insucesso é apenas uma oportunidade para recomeçar de novo com mais inteligência." Henry Ford

Insatisfeito

Está no www.rd1audienciadatv.wordpress.com uma declaração de insatisfação de Jô Soares na Globo: “Eu era feliz e não sabia no SBT." Falou que na emissora de Silvio Santos seu programa tinha horário fixo, 11h30min da noite (mais ou menos, né), tinha o carinho do público, era bem comercializado. E o que faturava era dele. Disse também que na Globo entra em qualquer horário, a comercialização do programa fica só pra emissora e os convidados são todos da platinada. Todo mundo sabe que é assim por lá. Foi porque quis. Com certeza Silvio Santos tem uma vaguinha no quadro do SBT para o gordo mais famoso do Brasil.

Maurício de Sousa

É muito bom ver brasileiros se dando bem e fazendo bonito para o mundo. Acompanhei a entrevista do Maurício de Sousa no Roda Viva e fiquei orgulhoso. O cara tem uma estrutura gigantesca, como dos grandes estúdios, fazendo material impresso e em animação, que é rodado, em especial, fora do país. É preciso maior valorização de gente assim, que leva o nosso nome com mensagem positiva para todo o planeta. Sem violência, com a inocência de um grupo de amigos do interior, ele conseguiu fazer da turma da Mônica um verdadeiro sucesso empresarial.

Tuitada

Gilberto Natalini tuitou: "As placas do Lula são maiores que as obras. Eta Governo marqueteiro!"

Reforma eleitoral

Reforma eleitoral, no Brasil, é uma piada. Se eles tiram benefícios de um lado, por certo, vão acrescentar do outro. Vejamos o que diz o texto que deve ir à votação em comissão hoje.
- A propaganda será obrigatória para todas as rádios e televisões abertas, mas não para a TV por assinatura. As TVs comunitárias também poderão exibir a propaganda política, uma vez que, em muitos lugares elas são o único canal com a população;
- Proibição aos governos de criarem novos projetos de assistência social, ou ampliar os já existentes, durante a campanha. Ficam preservados os reajustes dos pagamentos desses projetos;
- Foi mantida a proibição de participação de candidatos em inaugurações de obras públicas;
- Além da publicidade gratuita em páginas criadas na internet para a propaganda eleitoral, já prevista no projeto aprovado na Câmara dos Deputados, os senadores decidiram que os sites noticiosos, cujo conteúdo se assemelhe aos jornais impressos, poderão publicar propagandas pagas de candidatos. Mas, ao contrário dos jornais de papel, somente veicularão anúncios de candidatos a presidente da República. A regra é a mesma que vale para os jornais: no máximo dez anúncios, em datas diferentes, até dois dias antes da eleição, no formato de até um oitavo de página de um jornal formato standard;
- Outra modificação aceita pelos senadores foi a possibilidade de doações pela internet mediante débito na conta telefônica. Também poderão ser feitas doações por meio de cartão de débito e por boleto bancário, e não mais apenas por cartão de crédito, como previsto no projeto aprovado na Câmara. Foi mantida a possibilidade de doações apenas ao partido, sem especificar o candidato;
- Para baixar os custos da campanha e gerar menos poluição visual, os senadores concordaram em proibir a pintura de muros de propriedades particulares, assim como a fixação de cartazes, placas ou inscrições. Foram mantidas a permissão, no entanto, para cartazes não colantes, banners não afixados e faixas;
- Por questão de segurança e economia, os senadores decidiram acabar com o voto em trânsito para presidente da República, previsto pelos deputados. Como as urnas não são interligadas, um mesmo eleitor poderia votar, por exemplo, de manhã em Brasília e de tarde em Goiânia. A interligação das urnas teria um custo proibitivo;
- As dívidas de candidatos devem sejar mantidas na instância partidária a ela correlata. Assim, caso um candidato a deputado estadual não tenha pagado uma dívida, esta será de responsabilidade dele, em primeiro lugar, e da executiva estadual do partido, em segundo. A direção nacional do partido poderá assumir a dívida, mas apenas se concordar expressamente com isso;
- Os senadores chegaram ainda a um consenso para impedir a impressão de votos pelas urnas eletrônicas, com destinação a auditagem de 2% das urnas de cada seção eleitoral, norma de segurança prevista no projeto aprovado pelos deputados. As urnas, no entanto, manterão o registro digital dos votos por até seis meses, para qualquer conferência determinada pela Justiça Eleitoral;
- Também houve acordo sobre a destinação de 5% do Fundo Partidário para incentivar a participação feminina nas eleições. Foram mantidos o percentual mínimo de 30% de candidatas do sexo feminino, assim como 10% do tempo da propaganda eleitoral partidária - aquela feita também em anos não eleitorais - para as mulheres.