quarta-feira, julho 30, 2008

O retorno

Uhuuhuuuu! Volto hoje ao trabalho. Já estava com saudade. Vou todos os dias lá para almoçar, mas mesmo assim, falta a responsabilidade de ter que cumprir horário, de ter a cobrança, de ver a coisa andando. Bueno, renovado volto com muita vontade de fazer acontecer. Salve, Salve! Que tenhamos muito sucesso!!!

quarta-feira, julho 23, 2008

Êta debate bom

Gosto de discutir. Me refiro ao ato de trocar idéias, contrariar, apimentar o debate. Conversas mornas não levam à lugar algum. É verdade que um diálogo quente pode gerar o maior transtorno e até brigas feias, mas nunca deixo chegar a isto - sei o meu tamanho e que quem levaria a pior seria eu, na maior parte das vezes. Agora não abro mão de um bom debate, sobretudo se for com alguém que conhece o que está falando; alto nível de conversa; coisa de gente grande. Quase sempre, pessoas que gostam deste tipo de retórica não se deixam dobrar e continuam com o mesmo pensamento que tinha antes da conversa. Geralmente sou assim, mas tudo bem, o que vale é a tentativa e o parlatório para defender seu pensamento, mesmo que às vezes ele seja meio burro.

segunda-feira, julho 21, 2008

Hospital

Tive uma oportunidade inédita, nestes últimos dias: acompanhei minha tia em uma rápida estada pelo hospital. Que ambiente que possibilita ambigüidades extremas! É lá que nascem para a vida as crianças, que vêm ao mundo os pequenos; é o ápice da renovação e de demonstrações da capacidade humana de evolução. É também um local em que se perde gente para doenças ridículas; que nos entregamos e mostramos como somos pequenos: tanto orgulho, tanto desprezo pelos outros se transforma em nada quando chegamos a uma cama de hospital. É um lugar de pensarmos que somos todos iguais e que devemos mudar muito nossa forma de agir. Pena que isto só acontece quando chegamos a extremos...

terça-feira, julho 15, 2008

Folga para mente

Não sei ficar de férias, hehehe! Sempre que posso vou ao jornal, converso com meus colegas; parcelo o que tenho que entregar para o Programe-se para ter mais coisas para fazer por mais tempo. Fico maluco com a possibilidade de estar parado. Não estou reclamando, na verdade, é só uma análise do que pensei na hora. Precisava deste momento de descanso; muito mesmo. É uma folga para a mente, mais do que para o corpo.

Emburrecimento

O cotidiano nos leva ao emburrecimento. Estou me sentindo um troglodita. Até ao ler o que escrevia em trabalhos acadêmicos me sinto ignorante. Quero voltar aos estudos, aperfeiçoar a linguagem, incrementar minha capacidade cognitiva, ser mais eu. Ler é uma boa opção, mas não é tudo. Quero mais!

segunda-feira, julho 14, 2008

Acordar

Malditos são os sonhos, que não duram para sempre. Acordamos e vemos, muitas vezes, que a vida é dura como o mármore; fria, como a Antártida; e triste como um velório.

É assim

Gosto do sol. Êta luz danada que transmite alegria, empolga, motiva. Gosto de finais de semana como o que passou. Nossa, quanta felicidade e motivo para crer na vida como um espetáculo, que nos disponibiliza o papel de protagonista. Basta sabermos aproveitar e interpretar da melhor maneira possível o texto nos encaminhado por Deus. Por certo, o final não pode ser outro que não o da felicidade. Se me for permitido quero continuar com essa vida depois, assim como ela é: linda e perfeita. Podem achar bobagem, mas sei o que estou dizendo. Tô feliz pra caramba!!!! ihiiiihhiiiiii

domingo, julho 13, 2008

Saia da Toca

Estava com saudade de fazer rádio. Digo estava, porque tenho o privilégio de integrar a equipe do Saia da Toca, o programa que vai ao ar às 19h de sábado na Rádio Tropical FM (103,7). Cara é muito bom voltar ao microfone, ainda mais de um jeito tão diferente do que sempre fiz (sou aemão e FM para mim é novidade). Está super divertido e a equipe não poderia ser melhor: Maico Eckert no comando, Rita de Cássia, o ícone, André Oliveski, a voz do Programe-se (de segunda à sexta-feira, perto das 19h), e eu. No último sábado fizemos a maior zoeira com a Black-Out e a comemoração do dia do Rock. Salve-salve rock n'roll. Nos escute, você vai gostar!!!

Simples

Tem muita gente por aí que parece ter o rei na barriga. Na sexta-feira tive a oportunidade de conversar com uma pessoa que é exatamente o contrário disto: Domingos Meirelles. O cara tinha tudo para se achar o bam-bam-bam, afinal, apresentou durante muito tempo um dos programas mais comentados da Globo (Linha Direta). Depois, tiraram ele do ar e a audiência caiu pela metade. Até Pantanal deve ultrapassar a poderosa platinada.
Ele é híper simples. Lançou o livro 1930 no Festival do Livro Sommer/Sesi, em Lajeado. Não poupou conversa. Falou sobre tudo, tanto enquanto "palestrou", quanto depois, quando ficou a papear com alguns desconhecidos (nós). Me surpreendeu a vontade de falar e a humildade deste profissional que acumula mais de 40 anos de profissão. E tem uns que chegaram lá ontem e já se acham. hahahaha. Bobos.

quinta-feira, julho 10, 2008

Férias

A empresa disse:
- Marcio, tu tem que gozar.
Não há problema. Vou gozar muito.
Estou falando de férias, é lógico!
Salve-salve período do ano em que me dedico ao ócio! Tenho, agora, o privilégio de não fazer nada e poder fazer isto no horário em que eu quiser. O relógio vira um detalhe; o telefone é desligado; e eu, bom, eu vou gozar.